José Mentor é autor do projeto de lei que visa proibir a transmissão de lutas marciais não olímpicas na TV

iG

92m364ekegh2pt9md9ikfgpj6“O MMA não é esporte”. As palavras são do deputado José Mentor (PT-SP), em entrevista ao iG. Segundo ele, as imagens da fratura na perna esquerda de Anderson Silva durante a luta contra Chris Weidman no último sábado são “fortes” e reforçam a “brutalidade” da modalidade.

“Primeiro temos que lamentar o ocorrido. Ser solidário e torcer pela recuperação do Anderson Silva. Mas ali ficou evidente a brutalidade dessa luta. Foi um fato chocante, uma imagem muito forte”, disse o deputado.

osé Mentor é autor de projeto de lei PL 5534/09 que visa proibir a transmissão de lutas marciais não olímpicas em TV aberta e fechada no Brasil. O projeto tramita na Comissão de Ciência e Tecnologia do Congresso Nacional.

“A violência dos golpes, pontapés e socos ficou mais uma vez evidente e isso mostra o quanto o MMA é violento. O MMA não tem nada de esporte. A superação no esporte visa preservar a integridade física do atleta e nesta modalidade isso não acontece. O chute do Anderson era para ferir o adversário, porém o Weidman se defendeu e a fatalidade ocorreu”, disse Mentor.

Para o deputado, a transmissão da luta e a repetição da cena chocante por diversas vezes em vários canais de TV aberta e fechada só reforçam a propagação da violência.

“A repetição das imagens chocantes só mostrou que o televisionamento é desnecessário. Usar um meio de comunicação de massa como a TV, uma concessão pública, que deve mostrar os valores morais da sociedade, mas que só propaga a violência”, concluiu José Mentor.

Comentários