317606_102132226564930_1386047280_n

Morreu na noite de ontem no hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, o tesoureiro do PMDB no Acre, Armando Dantas, vítima de complicações nos rins.

Armando Dantas era homem da profunda confiança do ex-governador, hoje deputado federal Flaviano Melo, seu correligionário. Nas administrações do PMDB, no governo do Acre e na prefeitura de Rio Branco, Armando ocupou cargos importantes no primeiro escalão. Era também uma espécie de cérebro político da oposição. Tinha poderes de decisão e era cabeça pensante no auge de glórias do PMDB no Acre. Armando deixa três filhos advogados e uma esposa.

A deputada Eliane Sinhazique, do PMDB, pessoa próxima a Armando Dantas, lamentou o falecimento: “Com profunda dor e pesar, comunico o falecimento do meu amigo, correligionário e tesoureiro do PMDB, Armando Dantas, ocorrido agora a noite, no hospital Beneficiência Portuguesa, em São Paulo”, disse.

Membros da igreja católica, da qual Armando era membro assíduo como participante do ECC, o Encontro de Casais Com Cristo, lamentam pelas redes sociais a morte.

“Nosso caro amigo-irmão Armando Dantas Nascimento você nos deixou um legado de experiência de vida incomparável. Sem dúvida ficarão as melhores lembranças, as melhores risadas, as histórias e estórias nos ECCs e na vida de comunidade. Obrigada pelos abraços e pelas inúmeras palavras de incentivo na caminhada. Sempre rezaremos juntos, apenas em dimensões diferentes”, disse Aurinete Brasil, líder católica no Acre.

Do ac24horas.com

Comentários