Motorista abandonou o carro e fugiu do local do crime, segundo a polícia – Foto: Alexandre Lima

O motorista, que atropelou e matou o ciclista Antônio Oliveira Nascimento, de 48 anos, na noite de sábado (20), no quilômetro 2 da BR-317, na saída da cidade de Brasileia, no interior do Acre, estava embriagado.

A informação foi confirmada ao G1, nesta segunda-feira (22), pelo delegado responsável pelo caso, Rêmullo Diniz.

Nascimento foi atropelado e morreu no local. O motorista do carro abandonou o veículo e fugiu. De acordo com o delegado, o homem já foi identificado e familiares informaram que ele iria se apresentar com um advogado, mas até a manhã desta segunda, ele não foi até a delegacia.

“Segundo familiares, ele iria se apresentar nesta segunda com um advogado, mas não se apresentou. A gente já tem notícia de onde ele estava bebendo e que ele estava embriagado. Inclusive, não teve nem marca de frenagem, ele atropelou realmente. Não paramos as diligências, até porque tentamos localizá-lo para prendê-lo em flagrante. Ele é considerado foragido”, disse Diniz.

Homem morreu no momento que atravessava a BR-317, na saída de Brasileia — Foto: Alexandre Lima

Em reportagem publicada no domingo (21), a comandante da Polícia Militar do Acre (PM-AC), major Ana Cássia, afirmou que testemunhas relataram que o motorista estava em alta velocidade no momento do acidente.

“O motorista, a esposa e outra pessoa se evadiram do local. Segundo as testemunhas, estavam em alta velocidade. As testemunhas disseram também que a vítima saía de um loteamento e foi cruzar a BR, no momento que o carro atingiu o ciclista”, contou.

O corpo de Nascimento foi levado para o hospital da cidade, onde foram feitos os exames cadavéricos pelo médico.

Comentários