Conecte-se conosco

Geral

MP-AC Eleitoral recomenda partidos políticos a usarem recursos de acessibilidade em propagandas na TV

Publicado

em

Órgão orienta que os partidos observem a obrigatoriedade do uso simultâneo e cumulativo de legendas, janelas com intérprete Libras e audiodescrição em todas as propagandas eleitorais exibidas por meio da televisão.

No AC, MP Eleitoral recomenda partidos políticos a usarem recursos de acessibilidade em propagandas na TV — Foto: Reprodução/UFJF

No AC, MP Eleitoral recomenda partidos políticos a usarem recursos de acessibilidade em propagandas na TV — Foto: Reprodução/UFJF

O Ministério Público Eleitoral no Acre (MPE) expediu recomendação aos partidos políticos para que utilizem os recursos de acessibilidade na propaganda eleitoral veiculada na televisão nas eleições deste ano no estado.

No documento, o órgão orienta que os partidos observem a obrigatoriedade legal quanto à utilização simultânea e cumulativa de legendas, janelas com intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e audiodescrição em todas as propagandas eleitorais exibidas por meio da televisão, tanto nas propagandas obrigatórias quanto nas inserções de 30 e 60 segundos.

Conforme o documento, a acessibilidade é de suma importância quando se trata dos meios físico, social, econômico e cultural, à saúde, à educação e à informação e comunicação, que possibilita às pessoas com deficiência o gozo de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais.

“O que, por via de regra, obriga a todos, inclusive aos partidos políticos, a garantir o pleno acesso às informações indispensáveis para que as pessoas com deficiência possam exercer plenamente os seus direitos”, diz o documento.

O não seguimento da recomendação pode ocasionar a adoção de medidas judiciais e extrajudiciais.

O MP Eleitoral cita ainda a lei que garante às pessoas com deficiência o direito à participação na vida pública e política. E pontua que a recomendação deve ser cumprida imediatamente.

Comentários

Geral

Turista brasileiro morre durante descida do morro Condoriri em La Paz

Publicado

em

De acordo com um relatório preliminar, o homem morreu após sofrer de insuficiência respiratória. O corpo já foi resgatado pelo grupo Socorro Andino e pela Polícia

Na madrugada deste domingo, foi noticiado que um turista, de aproximadamente 35 anos e de nacionalidade brasileira, sofreu um acidente enquanto escalava o pico nevado do Cerro Condoriri, no estado de La Paz.

O grupo da Socorro Andino Boliviano (SAB) e os bombeiros seguiram para o local onde ocorreu o acidente. Os primeiros relatos indicam que o turista morreu devido à queda. No entanto, aguarda-se o relatório oficial.

Os especialistas, que montaram um acampamento base, apontaram que estava nevando no local, por isso o trabalho de resgate foi complicado.

Em 27 de agosto, dois alpinistas bolivianos sofreram um acidente na montanha Illimani ao tentar enfrentar um desafio. Um dos alpinistas perdeu a vida e o outro foi salvo ao cair sobre a mochila.

Comentários

Continue lendo

Geral

Boletim Sesacre desta segunda (26) não regista casos pelo segundo dia

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que não foram registrados novos casos de coronavírus nesta segunda, 26, de setembro. O número de infectados notificados é de 149.668 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 356.107 notificações de contaminação pela doença, sendo que 206.434 casos foram descartados e 5 exames de RT-PCR aguardam análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 145.043 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 1 continuava internada até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS) e estão sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Nenhum óbito foi notificado nesta segunda, 26, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.029 em todo o estado.

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:
http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

Comentários

Continue lendo

Geral

Adolescente de 17 anos é executado após ser “condenado” pelo “tribunal do crime” em Rio Branco

Publicado

em

O adolescente Gilfernando da Cruz Silva, 17 anos, foi capturado, interrogado e morto por membros da facção Comando Vermelho, na noite da última sexta-feira (23), na Rua Raimundo Targino, no Residencial Rosa Linda, na região do Segundo Distrito de Rio Branco.

Um vídeo que a reportagem teve acesso da noite deste domingo (25) mostra Gilfernando, que faz parte de uma facção criminosa e mora no Conjunto Habitacional Cidade do Povo, estava na companhia de dois comparsas realizando assaltos na região do Rosa Linda, quando foi capturado por membros do CV. Os comparsas que estavam com as armas dos assaltos conseguiram fugir.

Gilfernando foi levado para o final do residencial, próximo a uma área de mata na rua Raimundo Targino, onde foi interrogado pelos faccionados e confessou estar realizando assaltos. Após ter admitido os roubos, Gilfernando foi morto com vários golpes de terçado na cabeça e em várias partes do corpo do assaltante. Os faccionados fugiram após a ação.

Populares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que enviou uma ambulância de suporte avançado que foi ao local, mas quando os socorristas chegaram, constaram que a vítima já estava sem vida.

Policiais Militares estiveram no local e realizaram ronda na região, na tentativa de prender os autores do crime, mas nenhum suspeito foi encontrado até este domingo.

A PM também isolou a área para os trabalhos da perícia. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), para a realização dos exames cadavéricos.

O caso segue sendo investigado por agentes de Polícia Civil da Equipe de Pronto Emprego (EPE), da Delegacia Especializada de Investigação Criminal (DEIC).

Comentários

Continue lendo

Em alta