Conecte-se conosco

Acre

Mulher é presa com três quilos de cocaína na BR-317 pelo GEFRON

Publicado

em

Uma ação de policiais do Grupamento Especializado em Fronteiras (GEFRON), resultou na prisão de uma mulher pelo crime de tráfico internacional de drogas.

A acusada, que transportava três quilos de cocaína, foi abordada na manhã desta quinta-feira, 14, no Posto da Policia Rodoviária Federal, na BR-317. O entorpecente estava escondido na mala de viagem da jovem, que saiu de Brasileia em um táxi com destino a Rio Branco. O coordenador do GEFRON Remullo Diniz disse que a cocaína seria entregue em São Luiz, no Maranhão.

Após a prisão a mulher, que não teve o nome revelado, foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal em Epitaciolândia.

Comentários

Acre

Dois casos suspeitos de varíola dos macacos são registrados em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Por Sandra Assunção

Duas mulheres que foram atendidas na Unidade de Pronto Atendimento – UPA de Cruzeiro do Sul, nesta segunda-feira, 27, estão sendo monitoradas pela Vigilância Epidemiológica do município com suspeita de terem sido infectadas com a varíola do macaco. As duas apresentam lesões na pele e uma delas, que é vendedora, há cerca de duas semanas teve contato com um estrangeiro. A outra é irmã dela.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Cruzeiro do Sul, Rafaela Oliveira, cita que a coleta de material para exame de uma das mulheres foi feita na UPA e enviado para o Laboratório Central Regional do Juruá, que encaminha para Rio Branco. O material para exame da outra mulher, deverá ser coletado nesta terça,28, pela Vigilância Epidemiológica do Município.

“Neste período de 21 dias as duas pessoas serão monitoradas, os contatos sendo observados e faremos a notificação do caso suspeito ao Ministério da Saúde”, explica ela relatando que o médico que atendeu as mulheres na UPA, deu atestados médicos de 21 dias para que elas apresentem no local de trabalho.

Rafaela diz que não há motivo para pânico, mas o momento exige atenção e prevenção. “Os cuidados são parecidos com os da Covid-19, que é usar máscara e álcool em gel para evitar contato com saliva, fluidos corporais e objetos infectados”, frisa.

Além das erupções cutâneas, outros sintomas da varíola do macaco são febre e inchaço dos gânglios (linfonodos).

Comentários

Continue lendo

Acre

Decisão sobre prorrogação de cessão de agente à prefeitura de Epitaciolândia é da Polícia Civil, diz Sejusp

Publicado

em

Por Raimari Cardoso

Assessoria da Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Acre (Sejusp) informou ao ac24horas que a decisão de deferir ou não a prorrogação da sessão do agente de Polícia Civil Sérgio Mesquita, que vinha ocupando o cargo de secretário municipal de Saúde de Epitaciolândia, é da própria PC, que tem autonomia administrativa.

Na última sexta-feira (24), o prefeito de Epitaciolândia, Sérgio Lopes, protestou, por meio de vídeo divulgado nas redes sociais, contra o que ele chamou de “mais uma perseguição do governo à sua gestão”, após o servidor estadual receber determinação para retomar suas atividades da delegacia daquela cidade.

Sérgio Lopes afirma que a medida de retirar Mesquita da pasta municipal é motivada por questões político-eleitoreiras. Ele citou como ação semelhante a retirada de máquinas que estavam à disposição do município para serviços de recuperação de ramais, ocorrida há pouco tempo.

“Estou aqui para falar de mais um ato de perseguição do excelentíssimo senhor governador Gladson Cameli. Se não bastasse a retirada de máquinas, agora recebemos a notícia de que iriam tirar o nosso secretário Sérgio Mesquita”, diz o prefeito no vídeo divulgado em sua página no Facebook.

Sérgio Mesquita é agente de Polícia Civil e foi cedido para o município de Epitaciolândia desde o início da gestão Sérgio Lopes, onde foi nomeado secretário municipal de Saúde. A notícia de sua solicitação pelo governo no fim de semana na fronteira, depois de o prefeito reagir à medida.

Segundo Lopes, o secretário vem fazendo um excelente trabalho em Epitaciolândia, tendo tirado o município da penúltima para a segunda posição do Acre com base nos dados do Previne Brasil, programa criado pelo governo Bolsonaro para aumentar o acesso e o atendimento nas unidades de saúde do Brasil.

A notificação encaminhada ao servidor pela Coordenadoria de Recursos Humanos da Polícia Civil evidencia que o requerimento de prorrogação da cessão de Mesquita não foi deferido. No mesmo documento, é determinada a imediata apresentação do agente à Delegacia de Polícia da cidade para retornar às atividades.

Procurada, a Assessoria de Comunicação da Polícia Civil pediu tempo para se posicionar sobre as alegações do prefeito.

Comentários

Continue lendo

Acre

Economia solidária e relações comerciais foram destaques na Xapuri Rural Show

Publicado

em

Um dos principais atrativos da feira agropecuária Xapuri Rural Show, que foi realizada neste fim de semana no Polo Moveleiro do município, foram os pontos de venda da economia solidária e dos expositores do ramo da agropecuária.

Ao todo foram 14 expositores, 16 feirantes da economia solidaria e mais dez pontos de vendas de produtos, totalizando 40 empreendimentos dentro da feira, além dos vendedores ambulantes.

O governo do Acre, por meio das secretarias de Empreendedorismo e Turismo (Seet), de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict) e de Produção e Agronegócio (Sepa) realizaram a montagem e disponibilização dos espaços da economia solidária e das tendas do evento.

Assurbanipal Mesquita frisou a importância desses eventos para a economia local. Foto: Ascom/Seet

“A participação no evento foi um esforço conjunto das secretarias do Estado, para apoiar e incentivar a realização de eventos como este, que movimentam a cidade e aquecem a economia local”, explanou o titular da Seict, Assurbanipal Mesquita.

A feirante veio do município de Capixaba para vender seus produtos. Foto: Ascom/Seet

Ofertando alimentos e produtos oriundos da produção local, os feirantes tiveram um bom fluxo de vendas durante a realização da feira.  A produtora rural Lucrecia de Souza foi uma das vendedoras da economia solidária. Ela contou que saiu de Capixaba pra vender derivados de leite fabricados em sua propriedade.

“Eu gosto de trabalhar na economia solidária, porque alavanca muito as nossas vendas, sendo um ganho a mais para nós. Quando sabemos que terá uma feira, já nos preparamos para participar”, relatou.

A moradora da zona rural de Xapuri Claudete Rodrigues, agradeceu a participação na economia solidária. Foto: Fhaidy Acosta

Moradora da zona rural de Xapuri, Claudete Rodrigues relatou que trabalha com a produção de alimentos em sua residência e que sempre que há festividades aproveita para vender seus produtos: “Fui convidada a participar e vi uma boa oportunidade para vender as comidas que já comercializo em minha chácara”, explicou.

A gestor da Sepa destacou o fortalecimento do agronegócio no município. Foto: Ascom/Seet

O titular da Sepa, Edivan Azevedo, enfatiza que o município desponta como um dos principais em produção rural e essa exposição veio fortalecer o agronegócio como um todo. “A feira de Xapuri superou nossas expectativas tanto pela organização o trabalho feito pelo sindicato, e também pela participação dos empreendedores dos expositores em especial a presença dos produtores rurais que frequentaram os três dias da feira, aproveitaram para fazer negócios. Também ocorreu uma maior interação do produtor com entes privados e públicos que possuem assistência técnica e assessoria para prestar como o Senar, Sebrae e a Sepa”, conclui o gestor.

Os expositores relataram os benefícios do evento para a comunidade com relação às vendas. Foto: Fhaidy Acosta.

Sobre o movimento na área agropecuária, os expositores relataram os benefícios do evento para a comunidade com relação às vendas. “O interessante é que a feira movimentou toda a cidade, não só a parte de agropecuária. Então o dinheiro começa a girar e ficar aqui, seja nos supermercados, na área de confecções, alimentos e beleza”,  afirmou a expositora e representante da empresa Arroba Agropecuária, Ane Gabrielle Lima.

Os expositores de outros estados também participaram da Xapuri rural Show. Foto: Fhaidy Acosta

“Trouxemos um cocho com energia solar e automatizado para expor, estamos vindo para o Acre agora e tivemos a oportunidade de participar da feira, que foi muito bacana; fizemos muitos contatos”,  disse o expositor Marcelo Enderli.

O responsável pela vistoria dos animais elogio a organização do evento. Foto: Fhaidy Acosta

“O evento foi muito bem organizado, a diretoria está de parabéns, e os produtores que trouxeram animais seguiram à risca as normas de bem-estar animal”, atestou o médico veterinário responsável pelo evento, Guilherme Viana.

A feira foi promovida pelo Sindicato Rural de Xapuri. Foto: Fhaidy Acosta

“As vendas foram boas, dentro da nossa expectativa, e as agropecuárias foram bem movimentadas. Ainda vamos fazer um levantamento do quanto foi alcançado em volume de recursos. Com relação ao público, as pessoas vinham nos falar que estavam encantados, que parecia a Expoacre. Eu acredito que foi muito bom isso acontecer em Xapuri, vimos que foi um balcão de negócios”, destaca a presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Xapuri, Audilena Novais.

A programação da Xapuri Rural Show contou reuniões de negócios, shows, rodeio, ciclismo e motocross, entre outras atrações. No espaço, expositores da economia solidária, venderam alimentos, artesanato e plantas. Além de bares, restaurantes e lanchonetes, com um leque completo de opções. Já os expositores do segmento da pecuária tiveram espaços disponibilizados desde o pequeno ao grande produtor rural.

Além do governo do Estado, entre os parceiros da iniciativa estão o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), prefeituras de Xapuri e Epitaciolândia, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Federação das Indústrias do Acre, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado Acre (Faeac) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/AC), entre outros.

Comentários

Continue lendo

Em alta