Josiane confessou que usou uma faca contra o jovem e fugiu em seguida para Brasileia - Foto: Alexandre Lima
Josiane confessou que usou uma faca contra o jovem e fugiu em seguida para Brasileia – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

Josiane Brito Ribeiro (30), que vinha sendo procurada desde a madrugada desta quinta-feira (3), pelas autoridades do município de Xapuri, sob acusação de ter matado a golpes de arma branca (faca), o jovem Matheus Cruz da Costa (18), quando teria ido comprar entorpecentes.

Segundo foi apurado na delegacia de Brasiléia, um sargento da PM de Xapuri estaria passeando nas proximidades da Ponte Wilson Pinheiro e que sabia do crime. O mesmo avisou o Siosp (190), que realizaram buscas pela cidade e a encontrou na companhia de dois homens no Bairro Eldorado e conduziram todos à delegacia.

Os homens seriam ouvidos, enquanto a mulher foi conduzida para uma das celas. Josiane já seria bastante conhecida pela cidade de Xapuri e a mesma confessou que já teria tentado contra a vida de outras pessoas e que, devido ter sido abusada quando criança, não deixava ninguém se aproximar dela sem o seu consentimento.

Matheus foi atingido ao menos por duas vezes pela mulher e morreu na sua casa.
Matheus foi atingido ao menos por duas vezes pela mulher e morreu na sua casa.

Na madrugada de quinta, por volta das 1h00, estava pelo Bairro Sibéria e resolveu comprar drogas na casa de Matheus. Contou que o jovem resolveu que deveria fazer sexo com ela. Foi quando viu uma faca encima da pia e a pegou, desferindo dois golpes fatais.

Um golpe acertou o pescoço e o outro no peito. A mulher deixou Matheus agonizando em sua casa, enquanto pulava no rio, atravessando para o centro de Xapuri e resolveu sair da cidade, rumo à Brasiléia, distante cerca de 75km na fronteira com a Bolívia. Foi quando uma equipe da Polícia Militar a localizou e a deteve.

Ao saber do homicídio, os agentes da Polícia Civil de Xapuri iniciaram as investigações e cerca de alguns minutos no caso, já souberam de testemunhas quem seria o algoz do jovem e iniciaram as buscas pela cidade.

Após saber da prisão, uma diligencia foi montada para ir buscar a mulher em Brasiléia, para que e mesma responda pelo crime cometido. Tão logo seja ouvida, poderá ser transferida ao presídio FOC na Capital, onde ficará a disposição da Justiça.

Momento em que a equipe de policiais de Xapuri conduzem Josiane para a cidade - Foto: Alexandre Lima
Momento em que a equipe de policiais de Xapuri conduzem Josiane para a cidade – Foto: Alexandre Lima

img-20161104-wa0009 img-20161104-wa0010

Comentários