tia%cc%83o-orge-e-edvaldoGina Menezes

Um dia após a eleição do segundo turno que definiu o novo mapa político brasileiro e que mostra o encolhimento do Partido dos Trabalhadores (PT), que despencou para o 15º lugar entre os partidos com prefeitos eleitos para as grandes cidades, as lideranças do partido no Acre adotaram o silêncio como resposta e usaram as redes sociais para falar de amenidades.

O governador Tião Viana (PT), que está nos Estados Unidos apresentando os supostos avanços econômicos e ambientais do Acre, resumiu-se a desejar bom dia aos seguidores dele no Facebook e nem mencionou nada sobre os novos números do seu partido.

Em postagem anterior, o governador se congratulou pela BR-364 permanecer aberta para tráfego de carros, mesmo a mídia independente repetindo a exaustão matérias sobre o caos naquela estrada e o escândalos de desvios de dinheiro público que teria sido enviado para recuperação da estrada.

O senador Jorge Viana (PT) usou a sua página no Facebook para falar sobre arquitetura e também ignorou o declínio petista.

“Que tal um bom exemplo pra começar a semana? Conheçam cinco projetos de arquitetura, pelo mundo, que foram feitos preservando as árvores do terreno. São exemplos de projetos orgânicos lindíssimos que, também, transmitem uma mensagem positiva de preservação e boa relação com a natureza”, frisou.

A reportagem tentou contato, via telefone, com Jorge Viana e com o presidente regional do PT, Ermício Sena, mas até o fechamento desta edição eles não haviam respondido.

O PT só elegeu um prefeito em cidade com mais de 240 mil eleitores e foi justamente o engenheiro Marcus Alexandre, que foi reeleito prefeito de Rio Branco no primeiro turno. A respeito dos tempos áureos do PT, vale frisar que em 2012 a sigla elegeu 17 prefeitos.

Comentários