Evento organizado pela Associação Brasileira de Municípios (AMB) também contou com a participação dos ministros de Governo, da Educação, da Saúde e das Cidades

O ministro do Esporte, George Hilton, aproveitou a participação na abertura do II Encontro Nacional de Municípios para apresentar os programas sociais da pasta e a Rede Nacional de Treinamento, principal legado esportivo dos Jogos Rio 2016. O evento organizado pela Associação Brasileira de Municípios (AMB) também contou com a participação dos ministros de Governo, Ricardo Berzoini, da Educação, Aloizio Mercadante, da Saúde, Marcelo Castro, e das Cidades, Gilberto Kassab. O encontro segue ainda nesta quinta-feira (03).

Os diversos ministérios montaram estandes no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília, com informações sobre os programas de cada órgão. No espaço reservado ao Ministério do Esporte, ações como o Segundo Tempo, o Luta pela Cidadania, o Vida Saudável, o Esporte e Lazer da Cidade e o Vilas do Esporte ganharam destaque. “Os senhores encontrarão informações sobre diversos programas do Ministério do Esporte capazes de inserir seu município nessa grande revolução esportiva que o país está atravessando”, convidou George Hilton.

Durante o evento, cada ministro apresentou aos prefeitos as iniciativas de suas pastas e ressaltaram a importância do trabalho conjunto entre os entes federativos para que os projetos sejam efetivos em benefício à população. “Quero chamar a atenção para os nossos programas sociais. Com eles, vocês ganham recursos para pôr a população para praticar esportes e atividades de lazer com supervisão e monitoramento adequados”, prosseguiu George Hilton.

Segundo o ministro do Esporte, o Brasil passa pela transformação mais importante na história esportiva do país. George Hilton ainda destacou o principal legado em infraestrutura esportiva dos Jogos Rio 2016: a Rede Nacional de Treinamento, que irá nacionalizar os benefícios do megaevento. “A Rede é a materialização de uma política há anos ansiada no Brasil: a construção de uma infraestrutura esportiva de qualidade por todo território nacional. Com ela, o governo nacionaliza o legado olímpico. O evento acontecerá no Rio de Janeiro, mas os ganhos são para o país inteiro”.

A Rede contará com diferentes padrões de estruturas e atenderá dezenas de modalidades, desde a fase de detecção e formação de talentos até o treinamento de atletas e equipes olímpicas e paralímpicas. Somente o investimento em infraestrutura física ultrapassa a marca de R$ 3 bilhões.

O Encontro Nacional de Municípios celebra os 70 anos de fundação da Associação Brasileira de Municípios (ABM) e tem como objetivo orientar e facilitar o diálogo dos mandatários municipais com o Governo Federal.

Gabriel Fialho

Ascom – Ministério do Esporte

Comentários