Conecte-se conosco

Geral

No TCE, Gladson apresenta plano de abono do Fundeb e pede celeridade em análise de consultas sobre adicionais da Segurança

Publicado

em

Em visita a sede do Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE-AC), em Rio Branco, na manhã desta quarta-feira, 1, o governador do Acre, Gladson Cameli, juntamente com o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nicolau Junior, firmaram parceria para juntos promoverem a contratação de consultoria, com o fim de elaborar um diagnóstico de desenvolvimento econômico para o estado do Acre.

Na oportunidade, o governador apresentou três assuntos importantes que planeja executar em sua gestão, pedindo celeridade das consultas formuladas à Corte de Contas, entre elas, o Plano de Pagamento do Abono Salarial dos Profissionais da Educação, pedindo celeridade, ainda, sobre a possibilidade de pagamento do adicional de titulação aos policiais militares e possibilidade de convocação do cadastro de reserva dos aprovados em concurso público.

Governador Gladson Cameli em visita ao Tribunal de Contas do Estado nesta quarta-feira Foto: Diego Gurgel/Secom.

“Primeiramente, fico feliz em concretizar essa parceria, pois um diagnóstico planejado do Estado vai atender melhor aos anseios da sociedade. Também vim agradecer a receptividade da instituição por sempre nos atender e nos ajudar a resolver pendências dentro do que a legislação permite”, frisou o governador.

Sobre o diagnóstico, segundo o planejamento do Tribunal de Justiça do Acre, o projeto será desenvolvido com base em seis eixos temáticos, sendo eles baseado na história recente do Acre, no desenvolvimento regional, nos mecanismos institucionais de desenvolvimento, e ainda sobre o papel das novas tecnologias, financiamento e diagnóstico produtivo das regiões.

“O estudo será desenvolvido pelo Centro de Desenvolvimento e Planejamento da UFMG (Ceseplar) e deverá ser concluído em 2022. A reunião foi muito produtiva e representa um compromisso entre as instituições para juntas atuarmos pelos desenvolvimento do estado. Tenho certeza que o resultado será extraordinário”, destacou o conselheiro Ronald Polanco, presidente do Tribunal de Contas do Estado.

Comentários

Geral

Polícia Civil prende foragido da justiça em Rio Branco

Publicado

em

Ascom/Polícia Civil do Acre

Nas primeiras horas desta quarta-feira, 17, a Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas – DRACO, com o apoio da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões – DCORE e do Grupo de Enfrentamento aos Crimes Contra Ordem Tributária – GECOT, deram cumprimento a dois mandados de busca e apreensão residencial e um mandado de prisão nas imediações do Bairro Santo Afonso, expedidos em desfavor de integrantes de organização criminosa.

Durante a ação policial, foi cumprida prisão de F.N.P., o “Chicão”. “Chicão”, além de ser integrante de ORCRIM, foi condenado a mais de 15 anos de reclusão pelas práticas de roubo e furto, estando foragido do sistema penitenciário desde 2021.

A ação policial visa, sobretudo, desarticular organização criminosa e prender os integrantes.

O delegado Ricardo Casas, titular da Draco, destacou o êxito da operação, afirmou que a investigação continua e novas ações serão realizadas.

“Oportunamente, a Polícia Civil destaca a importância das denúncias realizadas pela população através do numero 181 que tem contribuído nos trabalhos investigativos da Polícia Judiciária e repercutindo na prisão de criminosos pela prática de crimes como integrar organização criminosa, tráfico, roubos, homicídios, e outros mais”, destacou Delegado Ricardo Casas.

Comentários

Continue lendo

Geral

Polícia Civil prende dois por estupro em Marechal Thaumaturgo

Publicado

em

 

Ao final da tarde da última terça feira, 16, a Polícia Civil em Marechal Thaumaturgo cumpriu dois mandados de prisão preventiva em desfavor de L. R. S., 46 anos e F. R. S. de L., 20 anos, ambos pelo crime de estupro de vulnerável.

Pesa, contra L. R. S., de 46 anos, acusação de estupro de vulnerável por ter sido filmado mantendo relações sexuais com uma menor de 13 anos de idade, a qual possui defict cognitivo.

As informações foram levadas pelo Conselho Tutelar até a Polícia Civil, sendo representado pela prisão do infrator.

Já em desfavor de F. R. S. de L., de 20 anos, pesa a acusação de ter mantido relações sexuais mediante o uso de força com uma menor de idade. Para manter o crime em sigilo, F. R. S. de L. proferiu ameaças contra a vida da vítima e de seus familiares.

A Polícia Civil do Estado do Acre vem intensificando suas ações de combate a criminalidade em todas as regionais no sentido de coibir quaisquer tipo de ação delituosa.

Insta salientar que, tais ações contam com apoio do Ministério da Justiça, através do Programa Guardiões da Fronteira, contribuindo sobremaneira no combate a criminalidade.

Comentários

Continue lendo

Geral

Veja o que é permitido e proibido na campanha eleitoral

Publicado

em

Por Seringal.com

campanha eleitoral começou nesta terça-feira e os candidatos devem seguir as regras determinadas na Resolução 23.610 sobre o que é permitido e o que não é durante esse período. As normas valem também para o período de campanha em rádio e televisão, que começa no dia 26 de agosto.

Veja a seguir as regras do que é permitido e proibido às campanhas, aos candidatos e também aos eleitores:

A propaganda, seja qual for a modalidade, deverá sempre ser feita na língua nacional mencionar o partido. Se houver coligação integrada por federação partidária, o nome dela deve constar, bem como a sigla de todos os partidos políticos.

Em suas propagandas, os candidatos a cargos majoritários devem colocar também os nomes dos candidatos a vice. Além disso, no material impresso de campanha deve ter a tiragem e o número de inscrição no CNPJ ou o número de inscrição no CPF da pessoa responsável pela confecção e de quem a contratou.

É proibida a propaganda em outdoors, inclusive eletrônicos. O desrespeito a essa norma está sujeito a multa de R$ 5 mil a R$ 15 mil.

A propaganda na internet é permitida por meio de blogs, sites e redes sociais nos endereços eletrônicos comunicados à Justiça Eleitoral. Não é permitida, no entanto, a propaganda paga na internet, com exceção de impulsionamento de conteúdo.

Os eleitores também podem se manifestar na internet, mas não podem ofender a honra ou imagem dos candidatos, partidos, federações ou coligações, nem divulgar notícias falsas.

As campanhas podem enviar mensagens eletrônicas somente a eleitores que tiverem se cadastrado voluntariamente para recebê-las e devem disponibilizar mecanismos para o descadastramento para quem não quiser mais recebê-las. A Resolução proíbe a propaganda por telemarketing e disparo em massa de conteúdo eleitoral por mensagens de texto sem o consentimento prévio do destinatário.

A partir desta terça-feira até o dia 29 de setembro, os candidatos podem fazer comícios com aparelhagem de som. No entanto, é proibida a realização de showmício de artistas; a exceção é a realização de shows para arrecadar recursos sem que haja pedido de voto.

O uso de alto-falantes ou amplificadores de som, a distribuição de material gráfico, a realização de caminhadas, carreatas ou passeatas estão liberadas até o dia 1º de outubro.

Até o dia 30 de setembro também pode ser feita a divulgação paga na imprensa escrita e a reprodução na internet do jornal impresso de até 10 anúncios de propaganda eleitoral por veículo, em datas diversas, e o valor pago pela inserção deve constar no anúncio.

De 26 de agosto a 29 de setembro, será veiculada a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão do primeiro turno das eleições.

No dia da votação, os eleitores podem revelar suas preferências por candidatos por meio do uso de broches, bandeiras, adesivos, camisetas e outros adornos. Não é permitida a aglomeração de pessoas com roupas padronizadas que caracterize uma manifestação coletiva.

Comentários

Continue lendo

Em alta