DSC01384

Da redação, com José Pinheiro

Oito partidos considerados nanicos oficializaram na manhã de ontem, 27, o lançamento da chapa para disputar as eleições de 2014. Os partidos são: PSDC, PRP, PSL, PDT, PTN, PHS, PTB, PPL e PROS. O propósito da formação do bloco é garantir no mínimo 2 vagas na Câmara Federal, além de fortalecer a reeleição do governador Tião Viana (PT).

O presidente do PDT no Acre, deputado José Luís Tchê, defendeu a indicação de um vice para compor a chapa na reeleição de Tião Viana. O parlamentar acrescentou, também, que a intenção é eleger um deputado federal que atenda aos anseios do bloco.

“Não adianta eleger um deputado federal e depois virar as costas. Quando tiver um acreano passando fome, estaremos atentos. Podemos também avançar e indicar um vice para a reeleição do governador Tião Viana”, argumentou.

O representante do PTN, Francineudo Asfury, disse que o sinal de alerta foi aceso, pois a nova composição dentro da FPA pode sofrer supressão dos partidos maiores que fazem parte da coligação. Ele pontuou que este processo já é vencedor. “Temos a possibilidade de obter 80 mil votos. Vão tentar desmontar o nosso projeto, mas ele vem pra somar”.

Comentários