Conecte-se conosco

Acre

Novos geoglifos são registrados na fronteira do Acre com a Bolívia

Publicado

em

Na última semana, durante um sobrevoo de rotina do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) a bordo do Harpia 04 à divisa do Acre com a Bolívia, foi possível visualizar novos grupos de desenhos milenares conhecidos como geoglifos numa região já conhecida por pesquisadores estudiosos destas construções antigas.

Novos grupos de desenhos milenares conhecidos como geoglifos foram visualizados. Foto: Diego Gurgel/Secom

A missão foi conduzida pelo comandante Samir Rogério, tenente-coronel da Polícia Militar e coordenador de operações do Ciopaer, e na tripulação estavam o segundo-sargento da Polícia Militar Keury Souza, o primeiro-tenente do Corpo de Bombeiros Militar Roger Johnny Filgueira, e o repórter fotográfico Diego Gurgel, partindo do hangar logo cedo, antes de amanhecer e se distanciando 80km em linha reta em direção à fronteira com o país vizinho, quando avistaram as primeiras formas geométricas dispostas em grupos.

Ao todo foram registrados três conjuntos de geoglifos próximos uns dos outros, circulares e quadrados,  e “só foi possível enxergá-los graças à angulação acentuada dos raios solares da manhã, caso contrário seria praticamente impossível enxergá-los, pois seus barrancos não produziriam uma sombra”, afirmou Diego Gurgel.

“Os geoglifos são muito difíceis de serem visualizados em outra hora do dia, pois a falta de sombras apaga as formas, sendo eles ignorados por muitos que sobrevoam a Amazônia”, acrescentou.

Ao todo foram registrados três conjuntos de geoglifos próximos uns dos outros, circulares e quadrados. Foto: Diego Gurgel/Secom

Importância histórica

Geoglifos são estruturas ou construções dos povos ancestrais que viveram nessa região que hoje é o estado do Acre.

Vistos do alto, são desenhos no solo (geo=terra, glifo=marca), com formatos de círculos, quadrados, retângulos, pentágonos, octógonos dentre outras formas, simples, compostas, isoladas ou em grupos.

No final do século passado e no início dos anos 2000 as primeiras fotos foram registradas pelos veteranos Agenor Mariano, Edison Caetano e Sérgio Vale e hoje fazem parte do acervo fotográfico da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado do Acre.

Vistos do alto, são desenhos no solo (geo=terra, glifo=marca), com formatos de círculos, quadrados, retângulos, pentágonos, octógonos dentre outras formas, simples, compostas, isoladas ou em grupos. Foto: Diego Gurgel/Secom

A partir do ano de 2005, foi organizado e consolidado o Grupo de Pesquisas dos Geoglifos da Amazônia Ocidental, sob a liderança da Dra. Denise Schaan (1962-2018), do Museu Goeldi e Universidade Federal do Pará, com o apoio do Dr. Martti Pärsssinen, da Universidade de Helsinki (Finlândia). Com as escavações, fotos aéreas, medições em campo e o uso de Lidar (Light Detection and Ranging), sensor de medição e topografia a laser por radares. Muito se ampliou o conhecimento dessas estruturas com as novas tecnologias, tipo GoogleEarth e ZoomEarth. Assim, sabemos mais sobre a sua distribuição geográfica.

Estas novas imagens feitas pelo fotógrafo Diego Gurgel são importantes registros históricos, pois afirmam a presença de geoglifos na região entre a margem direita do Igarapé Miterrã, e a margem esquerda do Rio Rapirrã, próximos à Bolívia, mais precisamente entre os municípios de Capixaba e Plácido de castro.

Durante um sobrevoo de rotina do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) a bordo do Harpia 04 à divisa do Acre com a Bolívia, foi possível visualizar novos grupos de desenhos milenares conhecidos como geoglifos. Foto: Diego Gurgel/Secom

As datações de outros geoglifos no estado do Acre indicam uma idade entre 1500 a 2000 anos. Eles deixaram de ser construídos ou abandonados por volta do ano de 1200, ou seja, 300 anos antes da chegada de Cabral ao Brasil.

Estes povos desapareceram, mas sua memória ficou tatuada na paisagem do Acre.

Comentários

Acre

Adolescente de 16 anos é morto com tiro na cabeça enquanto andava de bicicleta

Publicado

em

Um adolescente foi morto com um tiro na cabeça, durante a noite da sexta-feira (12), na Zona Leste de Porto Velho (RO). Ele foi identificado como Micael Batista da Costa, de 16 anos.

De acordo com o boletim de ocorrência, populares informaram que a vítima andava de bicicleta pela rua quando dois homens em uma motocicleta chegaram atirando. Eles fugiram em seguida.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado ao local e um médico constatou que o adolescente já estava morto.

Comentários

Continue lendo

Acre

AC pode ter recorde de calor antes da chegada de nova frente fria; veja detalhes

Publicado

em

Pesquisador Davi Friale – Foto: Alexandre Lima/Arquivo

O pesquisador Davi Friale afirma que os próximos dias para os acreanos serão de “calor intenso”. A informação foi repassada por meio de seu site O Tempo Aqui.

Ele explicou que a forte onda polar que chegou ao Acre na última terça-feira deixou o tempo seco e por isso, próximos dias, pelo menos até quarta-feira (17), o calor será intenso, com sol e nuvens.

Friale alertou ainda para a possibilidade de novos recordes de calor do ano,” com temperaturas acima de 35ºC”, disse, explicando que “Até o momento, em Rio Branco, por exemplo, a maior temperatura do ano foi 34,5ºC, registrada no aeroporto da cidade, no último dia 29 de julho. Já, no interior, foram registradas, durante este ano, máximas acima de 36ºC, principalmente em Tarauacá, Assis Brasil e no Parque Estadual do Chandless”.

Não há chuvas previstas para o estado neste final de semana, mas na próxima quinta (18), “deverá chover forte, com alta probabilidade de temporais, devido à chegada de uma intensa onda polar, a ser confirmada”, diz.

Comentários

Continue lendo

Acre

Ultrapassagem: motociclista tem múltiplas fraturas após bater em meio fio na Getúlio Vargas

Publicado

em

O Motorista do HB20 permaneceu no local, e ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que enviou uma ambulância para prestar os primeiros socorros ao motociclista

O motociclista Anisberto Mendes de Souza, de 52 anos, quase perdeu a vida, em um acidente de trânsito registrado na manhã deste domingo (14), no semáforo dos cruzamentos da rua João Paulo XXIII com a Avenida Getúlio Vargas, na região do bairro Bosque, em Rio Branco.

Conforme informações, o homem conduzia a motocicleta CG Titan, placa QWE-5C08, no cruzamento da rua João Paulo XXIII e Av. Getúlio Vargas, quando ao chegar no sinal, ele fez uma curva fechada a direita, juntamente com o veículo HB20, de cor prata, placas QLW-9F25. Na ação, o piloto bateu no meio fio, perdendo o controle da direção. A moto ficou totalmente sem controle, girando no meio da pista. Após a colisão, Anisberto caiu no asfalto, sofrendo várias fraturas pelo corpo.

O Motorista do HB20 permaneceu no local, e ligou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que enviou uma ambulância para prestar os primeiros socorros ao motociclista.

Os paramédicos prestaram o atendimento inicial no local, e, em seguida encaminhou o homem para o Pronto de Socorro. Ao dar entrada no PS, o piloto da moto estava em estado estável, porém, com uma fratura na perna direita e outra fratura exposta no tornozelo.

O Policiamento de Trânsito foi acionado, esteve no local, isolou a área para os trabalhos periciais.

Comentários

Continue lendo

Em alta