Secretaria de Saúde do Estado do Acre – foto: Divulgação/arquivo

Pacientes que precisam de próteses para locomoção estão sem assistência da oficina ortopédica da Secretaria Estadual de Saúde. Sem material para fabricar ou fazer reparos em próteses, o setor está parado e os pacientes sem atendimento.

A denuncia partiu de um paciente da cidade de Brasileia, que tenta desde 2014 conseguir uma prótese no serviço público de saúde.

A oficina funciona em Rio Branco, de deveria enviar para os municípios os equipamentos solicitados. Mas por falta de material, o serviço não funciona.

Jerry Queiróz Campos, gerente, disse que de fato o serviço está comprometido, porque a última gestão da saúde estadual, renegou a importância do serviço.

Foto ilustrativa/internet

Segundo Campos, a oficina atendia todas as demandas, mas sem receber material para reposição, a fila de espera aumentou e os pacientes estão praticamente desassistidos.

Ele disse ainda que no início do mês, o secretário Alisson Bestene conseguiu destravar processo licitatório de agosto do ano passado. A empresa vencedora do certame tem prazo para entregar a remessa até o dia 5 do próximo mês.

Esse reforço, segundo ele, vai permitir o reinício dos serviços.

“A demanda é grande, mas estamos sem material. Porem não estamos totalmente parados. Fazemos reparos, mas sem material, infelizmente não temos como atender todos os pacientes”, disse.

Por Jairo Barbosa

Comentários