minha_oi

Valor

A empresa de telefonia Oi informou ao mercado, por meio de fato relevante, que entrou hoje com pedido de recuperação judicial. Com a medida, a empresa se protege temporariamente de cobranças de credores, enquanto tenta renegociar sua dívida bilionária com supervisão judicial.

O anúncio ocorre após a empresa ter informado, na sexta-feira, o fracasso de uma renegociação direta com detentores de títulos de sua dívida.

No fato relevante, a Oi informa que o total que tem a pagar a terceiros soma R$ 65,4 bilhões. Foi esse valor registrado na lista de credores protocolada pela na Justiça do Rio de Janeiro.

A dívida financeira da companhia está próxima de R$ 50 bilhões, sendo R$ 34 bilhões devidos a credores estrangeiros e cerca de R$ 16 bilhões a instituições financeiras.

Subsidiárias

O pedido de recuperação judicial da Oi será submetido a assembleia geral de acionistas, cuja convocação será formalizada ainda hoje, segundo informou a companhia.

Conforme o fato relevante, o pedido abrange não apenas a Oi S.A., mas também as seguintes subsidiárias integrais diretas e indiretas: Oi Móvel S.A., Telemar Norte Leste S.A., Copart 4 Participações S.A, Copart 5 Participações S.A., Portugal Telecom International Finance BV, Oi Brasil Holdings Coöperatief U.A..

A gestora de recursos Aurelius Capital Management, especialista em comprar títulos de dívida de empresas com dificuldades financeiras, vinha questionando repasses que subdidiárias estrangeiras vinham fazendo para a Oi, alegando que isso prejudicaria o pagamento dos compromissos de emissões de títulos feitas por essas empresas no exterior.

Comentários