Conecte-se conosco

Geral

Operação da Polícia Federal evidencia rede de prostituição e tráfico humano atuando no Acre

Publicado

em

NA ROTA DO TRÁFICO HUMANO E DA EXPLORAÇÃO SEXUAL

Que o Acre é uma rota consolidada para a entrada de drogas no País, isso ninguém discute. Agora, o Estado passa a despontar também como rota para o tráfico de pessoas, principalmente, para fins de exploração sexual. A constatação é feita com base em operações desencadeadas pela Polícia Federal para coibir essa prática criminosa.

No último final de semana, mais uma operação com essa finalidade foi deflagrada. Três jovens foram repatriadas ao Brasil, após terem sido levadas para casas de prostituição em La Paz. É importante ressaltar que a Bolívia também pode estar sendo usada como rota de passagem dessas garotas para países da Europa e Ásia.

As vítimas, resgatadas no domingo, estavam sob os cuidados das autoridades bolivianas, que lhes forneceram abrigo, alimentação e proteção. Após a adoção das medidas administrativas necessárias, para as quais concorreram a Embaixada do Brasil na Bolívia e Organização Internacional para as Migrações – OIM, as vítimas foram repatriadas ao Brasil e recepcionadas, pela PF, na região de fronteira entre os países envolvidos.

Entregues, no mesmo dia, às suas respectivas famílias, as mulheres serão assistidas pelo Núcleo de Apoio à Vítima do Ministério Público do Acre.

O caso é objeto de acompanhamento especial por parte da Operação Turquesa II, capitaneada pela INTERPOL e voltada ao enfrentamento do tráfico de pessoas, do contrabando de migrantes e de crimes conexos.

A Turquesa II ocorreu no final de 2020, mobilizando mais de 30 países em torno da temática e com a Unidade de Coordenação Operacional instalada nas dependências da PF em Brasília/DF.

Comentários

Geral

Abimael Lima, de Senador Guiomard, é o campeão do Rodeio

Publicado

em

Por Raimari Cardoso

Com a arena lotada, cinco acreanos e um rondoniense chegaram à grande final do Rodeio da Expoacre 2022. Acirrada, a disputa levantou o público que compareceu em massa para prestigiar um dos principais eventos da programação da maior feira do estado.

Com 344 pontos cravados após a última montaria, Abimael Lima, de Senador Guiomard, sagrou-se o grande campeão. A nota final do peão do Quinari, que já liderava até ali, foi a maior entre os cinco finalistas, restando a ele comemorar.

O segundo colocado foi Daniel Alves, de Manoel Urbano, que obteve 80 pontos na última nota e somou 355.50 na soma total. O terceiro colocado foi José santos, de Brasiléia, com 87.50 na nota final e 335,25 no total.

Os dois últimos premiados foram Gustavo dos Santos, de Ariquemes, com 86.25 na nota final e 305,50 no total, e Jorge Augusto, de Xapuri, que não pontuou na montaria final e somou 246.25 no total.

Classificação final e premiação

1º – Abimael Lima – Senador Guiomard – 344 pontos (R$ 18 mil);

2º – Daniel Alves – Manoel Urbano – 335.50 pontos (R$ 3,5 mil)

3º – José santos – Brasiléia – 335,25 pontos – (R$ 2 mil)

4º – Gustavo dos Santos – Ariquemes – 305,50 pontos – (R$ 1,5 mil)

5º – Jorge Augusto – Xapuri – 246.25 – (R$ 1.000)

Comentários

Continue lendo

Geral

“Superou todas as expectativas”, diz governador sobre resultado da Expoacre 2022

Publicado

em

Por Raimari Cardoso

Com estimativa de ter ultrapassado os R$ 130 milhões em negócios realizados durante os nove dias de evento, a ExpoAcre 2022 superou todas as expectativas, em avaliação feita pelo governador Gladson Cameli em entrevista concedida a jornalistas na noite deste domingo (7).

“E aí, amigos, nesse ano de pós-pandemia já ser esse sucesso, pois já é um sucesso, ano que vem, com estabilidade, vai estar tudo pronto para darmos aquele outro grande salto, como eu disse, para deixarmos de ser o rabo do cavalo para virar a cabeça”, disse o gestor estadual.

Gladson também destacou o crescimento do agronegócio no estado, citando a melhoria dos números na produção de grãos, como milho e soja, entre outros produtos, como a farinha, além da carne suína que há algum tempo vem ganhando espaço no mercado internacional.

“Para quem quer trabalhar e quer investir, aqui é o local. Aqui quem quer plantar soja, já ganha no preço do frete, comparando com o Mato Grosso. O Acre é top, nosso estado é maravilhoso. Nós temos o melhor milho, a melhor farinha, o melhor feijão, a piscicultura, o nosso tambaqui”, afirmou.

Comentários

Continue lendo

Geral

Auxílio Gás de R$ 110 começa a ser pago nesta terça-feira; veja o calendário de agosto

Publicado

em

Por

O Auxílio Gás de agosto, de R$ 110, começa a ser pago nesta terça-feira, 9, para as famílias que têm direito ao subsídio. Com a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC).

Kamikaze, que ampliou benefícios sociais durante o ano eleitoral, com validade até dezembro, o Auxílio Gás teve o valor dobrado, equivalendo a 100% do valor médio do botijão de 13 quilos nas parcelas de agosto, outubro e dezembro. Em 2023, o benefício voltará a valer metade do preço médio do botijão.

O valor recebido pode ser acumulado com outros benefícios, incluindo o próprio Auxílio Brasil. Recebimentos pelo vale-gás não serão computados como renda no Cadastro Único.

Cerca de 5,6 milhões de famílias receberão o Auxílio Gás em agosto, segundo a Caixa Econômica Federal. Tradicionalmente, o Auxílio Gás e o Auxílio Brasil são pagos nos últimos dez dias úteis do mês, sendo que o Auxílio Gás é bimestral, pago a cada dois meses. Originalmente, a parcela de agosto seria paga entre os dias 18 e 31, mas foi antecipada.

Calendário de agosto do Auxílio Gás

O Auxílio Gás é pago a cada dois meses, mas segue o mesmo calendário do Auxílio Brasil, que foi antecipado em agosto. O calendário do Auxílio Gás do mês vai do dia 9 ao dia 22, e segue a ordem do dígito final do Número de Inscrição Social (NIS).

Em agosto, Auxílio Gás será de R$ 110; com PEC Kamikaze, valor do subsídio aumentou para 100% do valor médio do botijão de 13 quilos nas parcelas de agosto, outubro e dezembro. Foto: Wilton Junior/Estadão

© Fornecido por EstadãoEm agosto, Auxílio Gás será de R$ 110; com PEC Kamikaze, valor do subsídio aumentou para 100% do valor médio do botijão de 13 quilos nas parcelas de agosto, outubro e dezembro. Foto: Wilton Junior/Estadão

A validade da parcela do benefício do programa Auxílio Gás é de 120 dias, contados da data em que for disponibilizado o benefício na opção de pagamento. Se não for sacado nesse período, o valor retorna para as contas do governo. Veja abaixo o calendário de agosto do Auxílio Gás (mesmo do Auxílio Brasil).

Final do NIS / Data de pagamento

1: 9 de agosto

2: 10 de agosto

3: 11 de agosto

4: 12 de agosto

5: 15 de agosto

6: 16 de agosto

7: 17 de agosto

8: 18 de agosto

9: 19 de agosto

0: 22 de agosto

Como consultar e como receber?

O Auxílio Gás é pago com os mesmos cartões e as mesmas senhas do Auxílio Brasil, podendo ser sacado em lotéricas, terminais de autoatendimento e correspondentes bancários Caixa Aqui. O benefício também pode ser depositado nas contas poupança digitais, criadas para o pagamento do Auxílio Emergencial em 2020, e movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem.

Quem tiver dúvidas sobre a situação do benefício pode fazer uma consulta nos aplicativos Caixa Tem e Auxílio Brasil ou ligar para a central de atendimento da Caixa, no número 111. Caso tenha dúvidas sobre o cadastro ou sobre o pagamento, o cidadão pode ligar para o Ministério da Cidadania, no telefone 121.

Cálculo

Para calcular o benefício, a Caixa Econômica Federal baseia-se nas pesquisas da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), que até o décimo dia útil de cada mês divulga o preço médio dos seis meses anteriores do botijão de 13 quilos de gás liquefeito de petróleo (GLP). Dessa forma, a cada dois meses, o benefício muda de valor.

O Auxílio Gás totalizou R$ 52 em janeiro, R$ 51 em abril e R$ 53 em junho, quando equivalia a 50% do preço médio do botijão.

Duração

A duração prevista do programa é de cinco anos. Para este ano, o Auxílio Gás tinha orçamento de R$ 1,9 bilhão, mas a verba subiu para R$ 2,95 bilhões com a aprovação da PEC Kamikaze.

Só pode fazer parte do programa quem está incluído no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica. / COM INFORMAÇÕES DA AGÊNCIA BRASIL

Comentários

Continue lendo

Em alta