A Polícia Civil, por meio do Departamento Estadual de Investigações Criminais – DEIC, realizou nesta terça-feira, 15, a prisão de três pessoas acusadas de tráfico de drogas e um jovem sob a acusação de roubo (assalto), ocorridos na capital Rio Branco.

O trio acusado de tráfico de drogas foi preso no estacionamento de um supermercado localizado na Via Verde. De acordo com o delegado Pedro Resende, da Delegacia de Combate ao Narcotráfico (Denarc), os presos são o casal Airton Pessoa de Almeida, 40 anos, Maria Rosangela Pereira da Silva, 41 e o filho deles, Airton Pessoa de Almeida Junior, 18 anos, que atuava como batedor da quadrilha.

Ainda de acordo com Pedro Resende, os agentes receberam mensagem, via aplicativo de conversa Whatsapp, informando sobre a entrega de um carregamento de drogas no estacionamento do supermercado. Os agentes passaram a monitorar o fluxo de entrada e saída de veículos no local indicado na denúncia até que, por volta das 16h Airton Junior chegou em uma motocicleta e ficou por alguns minutos observando o local.

Em seguida, e outra motocicleta, chegou o casal Airton Almeida e Maria Rosangela que no momento em que conversavam com o filho foram abordados pelos agentes. Maria Rosangela ainda tentou se livrar da sacola onde transportava cerca de 2kg de maconha divididos em dois pacotes, escondendo-o na carroceria de um veículo estacionado.
O trio foi preso em flagrante e levado para a sede do DEIC, onde os agentes verificaram que existia um mandado de prisão em desfavor de Airton Almeida. Pais e filho foram levados na manhã desta quarta-feira, 16, para a audiência de custódia.

Já na Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (DCORE), o delegado Leonardo Santa Bárbara apresentou Abraão Marcos de Lima, preso por força de mandado de prisão pelo crime de roubo (assalto).

De acordo com a autoridade policial, Abraão é acusado de ter praticado pelo menos três crimes recentemente, sendo que em um destes, ele e mais um casal de comparsas levaram uma pistola e pouco mais de R$ 6 mil de uma das vítimas.

Segundo Santa Bárbara, ele mais o casal de comparsas acessava um site de vendas e lá escolhiam suas vítimas.

“Eles entravam neste site e escolhiam os produtos que eram anunciados para venda e entravam em contato com o vendedor marcando encontro. Quando chegavam, geralmente na casa da vítima, eles pediam para ver o produto para em seguida anunciar o assalto”, explicou o delegado.

O acusado será encaminhado para a audiência de custodia na manhã desta quinta-feira, 17.

Comentários