Em sua delação, Antonio Palocci também revelou repasses aos ex-governadores petistas Fernando Pimentel (Minas Gerais), Sebastião Viana (Acre) e o ex-senador Lindbergh Farias, via caixa 2, na forma de doações oficiais, informa a Veja nesta quarta-feira, 14.

_________________

Segundo o ex-ministro de Lula e Dilma, Pimentel recebeu R$ 2 milhões da Camargo Corrêa em 2010. Viana ficou com outros R$ 2 milhões da Odebrecht, no mesmo ano, dos quais R$ 1,5 milhão via caixa 2.

_________________

Lindbergh foi quem mais recebeu, segundo Palocci: R$ 3,2 milhões da Odebrecht, também no caixa 2, em 2010.

É a primeira vez que um documento do Supremo confere contornos concretos à principal frente da delação do ex-ministro Antonio Palocci fechada com a Polícia Federal e homologada pelo ministro Edson Fachin, chefe da Lava-Jato no STF.

Comentários