Visita de Gladson na fronteira iniciou em Epitaciolândia e percorreu comércios na companhia do vice prefeito Raimundão, vereadores, deputados e convidados – Foto: Alexandre Lima
Da redação

Gladson Cameli voltou a dizer que deseja o PSDB na chapa majoritária e a união de todos os partidos para libertar o Acre do PT.

Se depender dos partidos de oposição do Alto Acre, o projeto político de 2018 terá uma única chapa. Esse foi o tom dos discursos das principais lideranças reunidas ontem (7) à noite, na Câmara Municipal do município de Brasileia.

Gladson e convidados aproveitaram para visitar canteiros de obras provenientes de suas emendas.

O encontro contou com a presença do senador Gladson Cameli (PP-AC), o deputado federal Major Rocha (PSDB), deputados estaduais Nelson Sales (sem partido), Wendhy Lima (PP), Antônio Pedro (DEM), o prefeito de Assis Brasil, Antônio Barbosa (Zum), o vice-prefeito de Epitaciolândia, Raimundão (PP), o vereador Roberto Duarte (PMDB), o ex-prefeito de Epitaciolândia, André Hassen, além de vereadores e partidários das cidades de Assis Brasil, Brasileia, Xapuri e Capixaba.

Para o vereador Joelson Pontes (PP) é preciso que todos os partidos se organizem para apresentar além de nomes para compor os quadros desde o Palácio Rio Branco, “um projeto de desenvolvimento alternativo ao que a Frente Popular apresenta há 20 anos”, disse. O delegado Messias Ribeiro, destacou que, embora o nome do senador Gladson Cameli seja o melhor, é preciso uma batalhão forte e disposto a combater o jogo do Palácio Rio Branco. “Eles não vão entregar essa batalha barato”, acrescentou Messias.

O deputado estadual Nelson Sales frisou que a união de todos os partidos de oposição do Alto Acre precisa ser levada à cabo para as demais regionais do estado. Sales cobrou a conclusão de obras importantes como o Hospital Geral de Brasileia e projetos de desenvolvimento, como a integração comercial com o Pacífico “que nunca saíram do papel” destacou Sales.

O deputado federal Major Rocha, lembrou que as disputas existem e fazem bem à democracia, “mas a partir de agora a palavra de ordem é unidade” afirmou o líder dos tucanos.

O senador Gladson Cameli fechou o encontro das lideranças do Alto Acre reafirmando que deseja o PSDB na chapa majoritária da oposição. “Eu sempre preguei a união de todos os partidos para nos libertarmos do PT. O Alto Acre dá um exemplo de política grande” disse Cameli.

Partidos de oposição do Alto Acre querem chapa unificada em 2018

Se depender dos partidos de oposição do Alto Acre, o projeto político de 2018 terá uma única chapa. Esse foi o tom dos discursos das principais lideranças reunidas ontem (7) à noite, na Câmara Municipal do município de Brasileia.

O encontro contou com a presença do senador Gladson Cameli (PP-AC), o deputado federal Major Rocha (PSDB), deputados estaduais Nelson Sales (sem partido), Wendhy Lima (PP), Antônio Pedro (DEM), o prefeito de Assis Brasil, Antônio Barbosa (Zum), o vice-prefeito de Epitaciolândia, Raimundão (PP), o vereador Roberto Duarte (PMDB), o ex-prefeito de Epitaciolândia, André Hassen, além de vereadores e partidários das cidades de Assis Brasil, Brasileia, Xapuri e Capixaba.

Para o vereador Joelson Pontes (PP) é preciso que todos os partidos se organizem para apresentar além de nomes para compor os quadros desde o Palácio Rio Branco, “um projeto de desenvolvimento alternativo ao que a Frente Popular apresenta há 20 anos”, disse. O delegado Messias Ribeiro, destacou que, embora o nome do senador Gladson Cameli seja o melhor, é preciso uma batalhão forte e disposto a combater o jogo do Palácio Rio Branco. “Eles não vão entregar essa batalha barato”, acrescentou Messias.

O deputado estadual Nelson Sales frisou que a união de todos os partidos de oposição do Alto Acre precisa ser levada à cabo para as demais regionais do estado. Sales cobrou a conclusão de obras importantes como o Hospital Geral de Brasileia e projetos de desenvolvimento, como a integração comercial com o

Pacífico “que nunca saíram do papel” destacou Sales.

O deputado federal Major Rocha, lembrou que as disputas existem e fazem bem à democracia, “mas a partir de agora a palavra de ordem é unidade” afirmou o líder dos tucanos.

O senador Gladson Cameli fechou o encontro das lideranças do Alto Acre reafirmando que deseja o PSDB na chapa majoritária da oposição. “Eu sempre preguei a união de todos os partidos para nos libertarmos do PT. O Alto Acre dá um exemplo de política grande” disse Cameli.

 

Comentários