Apesar de a justiça eleitoral liberar na próxima semana (dia 10 de junho) a realização das convenções partidárias, as agremiações acrianas planejam lançar candidaturas majoritárias e proporcionais depois da terceira semana desse mês. Com isso, contarão com mais tempo para articulações políticas.

O conselho político dos partidos que apostam na candidatura tucana do pré-candidato Marcio Bittar trabalha para oficializá-los no dia 22, com a presença do presidenciável, Aércio Neves.

Em contrapartida, a coligação dos Democratas (DEM), Partido Verde (PV), e Partido da Mobilização Nacional (PMN), do pré-candidato ao governo do estado, Tião Bocalom, confirmou para dia 25 de junho.

Já a conselho dos partidos da Frente Popular deverão bater o martelo no dia 27 deste mês, com a presença das principais lideranças do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido Comunista do Brasil (PC do B).

“Por enquanto, trabalhamos para oficializar as nossas candidaturas no dia 27 de junho”, admitiu ontem, o presidente regional do Partido dos Trabalhadores, Ermício Sena.

De acordo com José Bestene, o Partido Progressista (PP) estabeleceu o dia 22 desse mês para lançar oficialmente a candidatura do pré-candidato Gladson Cameli.  Porém, espera contar com a presença do principal candidato tucano, para abrilhantar a festa da legenda. “As articulações estão bastante adiantadas, para que nosso candidato presidenciável participe do nosso grande ato público”, comentou o dirigente do PP.

Para Normando Sales, a decisão de homologar a candidatura de Bocalom nesta data foi pactuada com todos os aliados. A população, segundo ele, terá a oportunidade para participar deste grande ato dos Democratas.

“Mesmo com a Copa do Mundo, estaremos percorrendo os municípios acrianos para divulgar o nosso projeto político”, justificou o dirigente do conselho político.

Recomendação – Os candidatos a presidente e vice-presidente devem ser registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas os candidatos a senadores, deputados federais, governadores e vice-governadores, e deputados estaduais, devem confirmar os registros das candidaturas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), conforme recomendação do Código Eleitoral.

Portanto, o dia 10 desse mês, é a data a autorizada para a realização de convenções destinadas a deliberar sobre coligações e escolha de candidatos que irão concorrer às Eleições de 2014.

O prazo limite para fazer a escolha termina no dia 30 de junho, porque a legislação é clara, quando estabelece 90 dias antes do dia da votação,  o registro de candidatura dos nomes escolhidos em convenção. (C.N.)

Comentários