Após tentativa de assalto, passageiros foram obrigados a viajar mais de 400 km com janela de ônibus quebrada

Passageiros que estavam no ônibus da empresa Transacreana, que saiu do município de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, com destino à capital acreana na noite deste sábado (10), foram obrigados a viajarar por mais de 400 km com uma das janelas do coletivo quebrada.

Segundo os passageiros, a janela foi quebrada durante uma tentativa de assalto quando o veículo chegava no município de Tarauacá.

Os criminosos, atiraram pedras e uma das janelas foi totalmente estilhaçada. Os estilhaços de vidro chegaram a ferir um dos passageiros.

Os passageiros relataram ainda, que após a tentativa de assalto, o motorista seguiu viagem até Feijó, onde pediram para trocar de ônibus, mas a empresa se negou e todos tiveram que viajar até Rio Branco com o veículo danificado.

“De onde quebraram o vidro até aqui Rio Branco viemos com a janela quebrada. Entrava muito mosquito e chuva. Colocaram uma lona que caiu com o primeiro vento. Pedimos para trocarem a gente de ônibus, mas eles nem deram ouvidos. Passamos uma situação humilhante” , relatou um dos passageiros que pediu para não ter o nome publicado.

De acordo com os normas da ANTT, Agência Nacional de Transporte Terrestre, os ônibus não podem circular transportando passageiros quando apresentarem problemas como o ocorrido.

Alguns passageiros, quando desembarcaram na capital, decidiram que irão entrar com uma ação coletiva contra a empresa Transacreana.

Procurada, a empresa não quis se manifestar.

Comentários