passagemViagens para outros estados ou países vizinhos de ônibus vão pesar no bolso do consumidor. A partir de julho passa a valer reajuste de 9,042% sobre a tarifa vigente nos serviços de transporte rodoviário.

Novos valores não se aplicam às linhas intermunicipais. O reajuste, autorizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), foi publicado na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, 23, por meio da Resolução nº 5.123. O órgão justifica que a revisão recompõe o poder aquisitivo da moeda em razão de variações inflacionárias que trazem impactos aos custos do serviço prestado. O valor que passa a ser praticado no próximo mês foi definido com base no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e na variação do preço do óleo diesel.

A Lei nº 12.996/2014, que trata, entre outras coisas, do regime de autorização dos serviços de transporte interestadual e internacional de passageiros, dispõe que a ANTT, por um período de até cinco anos, contados da publicação do regulamento, poderá fixar as tarifas máximas dos serviços regulares de transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros, bem como os critérios para seu reajuste. Com a edição da Resolução ANTT nº 4.770/2015, a ANTT estabeleceu a fórmula para o reajuste do coeficiente tarifário que poderá ser definido pela Agência até 18 de junho de 2019. Após essa data, as transportadoras terão liberdade para estipular a tarifa de seus serviços.

Opção na crise
A proximidade do período de férias escolares é de expectativa também para o turismo, especialmente com relação aos destinos domésticos. Com o orçamento apertado, a maior parte das famílias que planejam viajar no período deve optar por roteiros mais econômicos. E o transporte escolhido também se enquadra nesse perfil. A intenção dos viajantes de fazer os deslocamentos de ônibus apresenta alta, segundo pesquisa do Ministério do Turismo.

A opção pelo modal rodoviário alcançou 17,2% da preferência dos viajantes ante 10,9% verificados em igual período do ano passado. O crescimento, no entanto, não afeta a demanda por voos. O avião permanece na primeira posição, sendo mencionado por 55,6% dos turistas.

Já o desejo dos brasileiros de conhecer destinos nacionais tem o maior índice dos últimos cinco anos. Entre os que planejam viajar nos próximos meses, 79,7% miram roteiros dentro do país, uma alta de 5,6% na comparação com igual período do ano passado. Na comparação entre os meses de maio de cada ano este foi o quarto crescimento consecutivo.

De acordo com o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, resultado se dá por uma soma de fatores como a valorização do dólar em relação ao real e a visibilidade dos destinos nacionais por conta dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. “Os olhos do mundo estão voltados para o Brasil, esse é o melhor momento para divulgar os nossos atrativos”, diz.

Terminal deve receber 10 mil pessoas nas férias

Período de maior procura por passagens de ônibus em Rio Branco, as férias escolares do meio do ano devem levar 10 mil pessoas até o Terminal Rodoviário de Rio Branco no próximo mês. A previsão é da Sociedade Nacional de Apoio Rodoviário e Turístico Ltda, que também espera aumento no fluxo de passageiros em relação ao mesmo período do ano passado.

Mesmo com a crise na economia a estimativa é que, este ano, registrará um crescimento de 3% no fluxo de passageiros em relação a julho de 2015.

Os destinos nacionais mais buscados são, Porto Velho (RO), Cruzeiro do Sul (AC), Goiania (GO). Para tais locais, as empresas costumam disponibilizar viagens extras em julho. Porém, as empresas já falam em reajuste nos preços das passagens.

Comentários