Desta vez, serviços foi o setor que puxou a alta. Desde abril, o estado tem registrado saldo positivo.

Pelo 4º mês seguido, Acre tem saldo positivo na geração de empregos com 201 vagas em julho — Foto: Beatriz Braga/G1 Petrolina
Por G1 AC — Rio Branco

Com 201 novos postos de emprego, o Acre fechou com saldo positivo julho na geração de emprego. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta sexta-feira (23), mostram que, no estado, 2.452 pessoas tiveram a carteira assinada no mês passado, enquanto 2.251 foram demitidas.

Desta vez, o setor que puxou essa alta foi o de serviços, com 167 novos postos. O da construção civil também foi significativo, com 121 novas vagas. O comércio teve uma perda de 86 postos.

Entre as cidades avaliadas no estudo, Rio Branco aparece como a que mais se destacou na geração de empregos, com 1.760 admissões contra 1.570 demissões – um saldo de 190. Cruzeiro do Sul foi a segunda cidade a registrar a alta, com 117 novos postos no mês passado.

Dados do IBGE

Dados divulgados nesta quinta-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a taxa de desemprego no Acre caiu no segundo trimestre de 2019. De acordo com o levantamento, a redução foi de 4,4%, na comparação com o primeiro trimestre deste ano.

Nos primeiros meses do ano, 64 mil pessoas estavam desempregadas, o que correspondia a 18% da população. Mas, esse número caiu para 13,6 %, o que resulta em uma população de 48 mil desempregados.

Ainda segundo o IBGE, o estado teve a maior variação entres as 10 unidades da federação que tiveram redução no desemprego. Mesmo assim, o estado ainda está acima da média nacional, que é de 12,0%.

Desempenho Nacional

No Brasil, o emprego formal ficou positivo pelo quarto mês consecutivo em julho. Foram abertas 43.820 vagas de trabalho com carteira assinada, um crescimento de 0,11% em relação ao estoque de junho.

Também houve crescimento se considerados os resultados dos sete primeiros meses deste ano. De janeiro a julho foram abertas 461.411 vagas formais, variação de 1,20% sobre o estoque. Em 2018, no mesmo período, as novas vagas tinham somado 448.263.

Nos últimos 12 meses, o saldo ficou positivo em 521.542 empregos, variação de +1,36%. Assim como no acumulado do ano, os últimos 12 meses tiveram crescimento maior do que no período anterior. Em 2018, o saldo tinha ficado positivo em 286.121 vagas.

Comentários