Conecte-se conosco

Extra

Peru vai abrir fronteiras para estrangeiros após dois anos de bloqueios devido pandemia

Publicado

em

Cidade de Iñapari, lado peruano que faz divisa com Assis Brasil – Foto: Alexandre Lima/Arquivo

A partir desta segunda-feira, dia 14, as fronteiras do Peru, que faz divisa com o Brasil através da cidade de Assis Brasil, fronteira do estado do Acre, estarão abertas para estrangeiros depois de dois anos fechada devido a pandemia.

O comunicado está publicado no Diário Oficial do País; “…com a Disposição Única de Revogação Complementar do Decreto Supremo 015-2022-PCM, hoje publicado (12), foi revogado o artigo 15.º do Decreto Supremo 184-2020-PCM, que estabelecia o fechamento das fronteiras terrestres ao nível do transporte internacional de passageiros por via terrestre. A suspensão entra em vigor na segunda-feira (14). Consequentemente, o transporte internacional de passageiros por terra será restabelecido.

Fechamento da fronteira causou uma crise imigratória que afetou a pequena cidade de Assis Brasil.

Em tempo, as fronteiras do Peru foram as que mais perduraram após o pronunciamento da pandemia mundial, que chegou a ter até invasões (principalmente) por imigrantes de nacionalidade haitiana, causando uma crise internacional na fronteira acreana.

A pequena cidade de Assis Brasil, que tem cerca de 7 mil habitantes, chegou ao patamar de ter quase 10% do total somente imigrantes de várias nacionalidades, sendo necessário recorrer ao governo federal pedindo ajuda para atender estrangeiros que perambulavam pelas ruas e praças.

A cerca de um ano atrás no mesmo mês, a crise estourou quando imigrantes bloquearam a ponte que liga os dois países por longos dias em plena pandemia. Causando o desabastecimento na região de fronteira, principalmente em Cobija, capital boliviana do estado de Pando, distante a 110km.

Cidade de Assis Brasil chegou a ter mais de 600 imigrantes em fevereiro de 2021 — Foto: Arquivo pessoal

No dia 16 de fevereiro, não suportando mais ficarem encima da ponte, aconteceu uma ‘invasão’ na pequena cidade peruana de Iñapari pelos imigrantes, causando uma ‘caça’ pela fronteira, enquanto se formava filas quilométricas de caminhões a espera de passar para ambos os lados.

Enfim, com acordos de ambas as partes e aos poucos com amenização de casos de contaminações pelo vírus, chega enfim, o tão esperado dia de abertura das fronteiras. O alívio fica para muitas famílias das duas cidades que estão nos extremos dos dois países e precisam desse corredor turístico que ajuda um pouco.

Os estrangeiros deverão tomar providencias ao entrar no País. As autoridades irão exigir que as vacinas estejam em dia com seus devidos reforços e pelo menos 48 horas de vacinação.

Veja Decreto publicado (em espanhol).

Liberação da fronteira do Peru: 2038849-6

 

Comentários

Extra

Estrutura se desprende de prédio e cai na calçada do centro de Brasiléia

Publicado

em

Imagens feitas pela equipe do Corpo de Bombeiros do 5º Batalhão – Cedidas

Na tarde desta quarta-feira (6), uma grande estrutura metálica caiu de um prédio antigo localizado no centro da cidade de Brasiléia, no momento em caia uma chuva, por volta das 16 horas e por pouco não causou uma tragédia.

Segundo testemunhas, uma senhora e uma criança passavam pelo local, quando perceberam que a estrutura começou a cair. Mesmo sendo avisadas, ainda teriam sido atingidas por parte do material, sofrendo pequenos arranhões escapando de algo mais grave.

Parte do material atingiu duas motos que estavam estacionadas. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada até o local, fazendo um isolamento e retirando os veículos. Devido o horário, retornarão na manhã desta quinta-feira, dia 7, para realizar uma inspeção e possivelmente notificar o proprietário.

O prédio onde funcionava um pequeno mercado, é antigo e se encontra fechado. O proprietário poderá ser responsabilizado pelos prejuízos causados as motocicletas que estavam estacionadas e foram danificadas.

Um relatório completo será feito pela equipe da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros.

Comentários

Continue lendo

Extra

Jovem escapa da morte com tiro no nariz em Brasiléia após dizer que não tinha “fumo”

Publicado

em

Imagem ilustrativa

Um jovem de 17 anos escapou da morte na tarde desta quarta-feira (6), com um ferimento no nariz ocasionado por arma de fogo. O caso aconteceu no Bairro Sumaúma I, zona periférica da cidade de Brasiléia por volta das 15 horas.

Segundo foi apurado pela guarnição da Polícia Militar do 5º Batalhão do Alto Acre, o jovem se encontrava em casa quando chegou um homem magro com tatuagens no braço direito, roupas escuras e o chamou, perguntando se teria ‘fumo’.

Ao dizer que não mexia com coisas ilícitas, o homem sacou de uma arma e passou a desferir vários tiros, sendo que um passou raspando seu rosto e ao mesmo tempo, alguns disparos falharam, dando tempo para que pudesse fugir e salvar sua vida se escondendo.

Após a tentativa de homicídio, o homem fugiu tomando rumo ignorado. Foi quando solicitaram uma ambulância que conduziu o jovem para o hospital Raimundo Chaar. A vítima foi atendida pela equipe médica de plantão, passando por procedimentos e ficaria em observação, podendo ser liberado nas próximas horas.

O caso foi registrado como tentativa de homicídio no Comando do 5º Batalhão da Polícia Militar e na Delegacia Geral de Polícia Civil de Brasiléia, que já está investigando o caso na tentativa de localizar e prender o suspeito.

Mais informacões a qualquer momento.

 

Comentários

Continue lendo

Extra

Exame da OAB aprova o maior índice de candidatos acreanos da história da prova unificada

Publicado

em

Taxa de aprovação do Acre de 29% foi a maior desde a instituição do Exame da Ordem Unificado (EOU) em 2010

Um total 29% dos candidatos acreanos que prestaram o 33º Exame da Ordem Unificado (EOU) realizado pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) – em 17/10/2021 (primeira fase) e 12/12/2021 (segunda fase) – foram aprovados. Trata-se do maior percentual de aprovação da história desde a unificação da prova em 2010.

O percentual corresponde a 142 candidatos dentre um total de 492 inscritos que realizaram a prova. Os números constam do relatório de desempenho ( https://bit.ly/39ikP7w) e também na tabela comparativa do exame ao final do texto.

O número supera as últimas duas edições da prova – 31 e 32 – quando as taxas de aprovação foram de 16%. Atualmente, a 34ª edição encontra-se em finalização de compilação de dados, enquanto a 35ª edição está em andamento e os dados devem ser divulgados no próximo ano.

Embora os números indiquem um aumento gradual no percentual de aprovados, o que indicaria uma melhora – ainda que tímida – na qualidade dos cursos de direito, o índice ainda é considerado baixo. A própria OAB Nacional tem reprovado boa parte dos cursos recém-autorizados pelo Ministério da Educação.

“Ainda precisamos avançar muito na formação de futuros advogadas e advogadas. A OAB tem o compromisso de lutar e contribuir com a modernização do ensino jurídico brasileiro, sem dispor de sua qualidade, eficiência e superioridade técnico-científica”, afirma o presidente da OAB Nacional, Beto Simonetti.

Do total de aprovados, 63 examinandos solicitaram o reaproveitamento de pontos da edição anterior (32º EOU) para ingressarem diretamente na segunda fase do 33º exame. O reaproveitamento se dá quanto à aprovação na 1ª fase (prova objetiva) de um determinado exame, para que o candidato possa prestar diretamente a 2ª fase (prova prático-profissional) do EOU imediatamente subsequente.

Dimensão

Para o presidente da Comissão Nacional de Exame de Ordem, Marco Aurélio Choy, a prova é um instrumento que confere equidade à advocacia. “É um case de sucesso por ser o maior concurso jurídico do mundo. Mudanças e novidades são pensadas sempre, com o intuito de melhorar a aplicação, mas tudo feito com parcimônia. O Exame de Ordem é, sem dúvida, um meio de suma importância para o Direito”, entende Choy.

No 33º EOU, 26 campi alcançaram 100% de aprovação no desempenho geral (contando o reaproveitamento), embora seja necessário ressaltar que, em algumas destas situações, apenas um aluno do curso foi inscrito, tendo conseguindo a aprovação. Nestas situações é necessário associar este dado a outros para se avaliar o desempenho da instituição. 

Histórico

A aprovação no Exame de Ordem Unificado é requisito para a inscrição nos quadros da OAB como advogado. O Exame de Ordem pode ser prestado por bacharel em direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em instituição regularmente credenciada. Poderão realizá-lo os estudantes do último ano do curso de graduação em direito ou dos dois últimos semestres.

Desempenho – Aprovação (Média histórica do Exame de Ordem Unificado)

A OAB

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB) é a entidade de representação dos advogados brasileiros, com 1,3 milhão de profissionais registrados. A instituição é responsável pela regulamentação da advocacia, pela aplicação do Exame de Ordem dos advogados no país e, a cada gestão, divulga o Selo OAB Recomenda, com a lista dos cursos de direito que atendem aos requisitos mínimos de qualidade técnicos e éticos de sua prática profissional.


Assessoria de Imprensa do CFOAB - Novo Selo Comunicação
Assessores: Amanda Pereira 

Site: www.oab.org.br

Site: www.novoselo.com.br

 

Comentários

Continue lendo

Em alta