O número de pessoas que dizem preferir o partido de Lula de Dilma despencou nos últimos anos

Com FOLHA

Uma matéria publicada neste domingo na Folha de São Paulo mostra que aumenta a cada dia o número de eleitores que não toleram o Partido dos Trabalhadores (PT). A conclusão partiu de uma pesquisa realizada pelo cientista políticos Davi Samuels, professor da Universidade do Minnesota (EUA), e Cesar Zuco Junior, da Fundação Getúlio Vargas.

O estudo diz que os “antipetistas puros” saltaram de 7,49% do eleitorado em 1997 para 11,44% em 2014. “E já representa um grupo proporcionalmente maior que a soma de pessoas que declaram preferência pelo PMDB e PSDB”, diz Folha.

Clique AQUI para ver matéria completa

Comentários