O CNJ divulgou o resultado geral da Pesquisa de Levantamento de Governança, Gestão e Infraestrutura de TIC do Poder Judiciário, realizada junto aos 92 órgãos de Justiça do país – o que inclui todos os tribunais e conselhos, com exceção do Supremo Tribunal Federal (STF).

A pesquisa avaliou o nível de maturidades desses Tribunais, classificando-os por segmento e porte, no qual o Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC), classificado como Tribunal de pequeno porte, aparece na 6ª posição no ranking de TREs, concorrendo com os Tribunais de grande, médio e pequeno porte.

O TRE acreano é o idealizador do aplicativo e-Título, ação de reconhecimento nacional, que conta com mais de 11 milhões de usuários em todo o país. Além disso, o TRE-AC é o idealizador do aplicativo Boletim na Mão, de uso nacional, que permite ao eleitor verificar se os dados apresentados no boletim de urna afixado na porta da seção eleitorais são os mesmos divulgados no sítio do TSE.

O levantamento concluiu que os conselhos e tribunais apresentam níveis de excelência, aprimorados ou satisfatórios em termos de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação.

É primeira vez que o CNJ consolida uma série histórica de levantamento do Índice de Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação do Poder Judiciário (iGovTIC-JUD) e disponibiliza os dados detalhados de cada órgão do Poder Judiciário por meio de Painéis Interativos.

Os 92 órgãos do Poder Judiciário pesquisados são compostos por dois conselhos, quatro tribunais superiores, 27 tribunais eleitorais, 27 tribunais estaduais, cinco tribunais federais, três tribunais militares e 24 tribunais do trabalho. Nesse universo, 27 órgãos são considerados de grande porte, 30 de médio porte e 35 são de pequeno porte.

O relatório na íntegra está disponível no seguinte endereço: http://www.cnj.jus.br/files/conteudo/arquivo/2018/09/02a87942574f336296bd88219304daf2.pdf

Comentários