Conecte-se conosco

Flash

Petecão garante apoio à lei que deve injetar mais de R$ 34 milhões no setor cultural do Acre

Publicado

em

Senador Sérgio Petecão (PSD) recebeu, nesta segunda-feira, 12, os representantes dos conselhos de cultura, Lenine Alencar, do Conselho Municipal de Cultura e Flávia Burlamaqui, do Conselho Estadual de Cultura, acompanhados do presidente da Fundação Garibaldi Brasil (FGB), Pedro Henrique Lima. Na pauta, o apoio na articulação para aprovação do Projeto de Lei Paulo Gustavo, o PLP 73/2021, que propõe injetar R$ 4,3 bilhões no setor cultural em nível nacional, primeiro setor paralisado pela pandemia da Covid-19 e, possivelmente, o último a retomar suas atividades.

Por lidar diretamente com aglomerações, a cultura é um dos setores mais afetados pelas consequências imediatas, de médio a longo prazo, em decorrência da crise sanitária no Brasil. Sob essa perspectiva, artistas e demais trabalhadores da cultura de todo o país recebem com entusiasmo e esperança a notícia da tramitação da Lei Paulo Gustavo, no Senado Federal. O projeto visa criar ações emergenciais voltadas para artistas e para o setor cultural no sentido de enfrentar os efeitos econômicos e sociais causados pela pandemia.

Lenine Alencar destacou a importância da lei. “Diferente da Lei Rouanet, que centraliza, a Lei Paulo Gustavo vai democratizar os recursos federais para a cultura brasileira. Não está tirando recursos da educação e da saúde, são recursos do Fundo Nacional da Cultura, recursos que não interferem no orçamento da União. O senador Petecão sempre apoiou as iniciativas culturais, os movimentos juninos. Neste momento, o apoio dele é fundamental porque a cultura mobiliza uma cadeia econômica muito forte, do comércio até os fazedores de cultura porque gera emprego e renda”, expôs.

A representante do Conselho Estadual de Cultura falou sobre a relevância da aprovação do projeto de lei para o Acre. “ O senador teve imediata adesão em nos apoiar, logo acenou positivamente em prol da cultura. Caso seja aprovada, a gente estima que a lei vai injetar mais de R$ 34 milhões no setor cultural do Acre. Isso vai alavancar, consideravelmente, as atividades do setor”, declarou Flávia Burlamaqui.

No Acre, o Senador Petecão, em conversa com os representantes, comprometeu-se a ajudar na aprovação do projeto de lei. “Eu tenho muita preocupação com a cultura do nosso estado, principalmente neste momento de pandemia em que muitas famílias ficaram sem renda. É meu compromisso articular apoio para aprovação, que vai trazer benefício para todos os municípios do Acre, principalmente para as pessoas que dependem disso para viver”, afirmou.

Comentários

Flash

CONQUISTA: Prefeito Jerry anuncia implantação do PDDE municipal

Publicado

em

Em 2013, quando era vereador do município de Assis Brasil, o atual prefeito Jerry Correia foi autor do Projeto de Lei que criou o Programa Municipal Dinheiro Direto na Escola. Somente agora, depois de 9 anos da criação da Lei, o Programa foi efetivado para atender as escolas públicas municipais com transferências de recursos.

Na manhã desta quinta-feira, dia 11 de agosto, o prefeito e a secretária municipal de educação, Vanderleia Araújo, receberam os gestores das escolas municipais para anunciar o benefício. Participaram do encontro o professor Manoel Batista, gestor da escola Edilsa Maria Batista, o professor Jessé Bandeira, gestor da escola Simon Bolivar, o professor Carlos Nascimento, Gestor da escola Vicente Bessa e a professora Ângela Araújo, gestora da escola Maria Ferreira da Silva.

“Uma conquista para a educação municipal, especialmente para as equipes gestoras das escolas que terão mais autonomia de atuação”, comentou Manoel Batista, ex-prefeito e atual gestor da escola Edilsa Maria Batista.

Comentários

Continue lendo

Flash

Prefeitura de Brasileia cedia o Primeiro Fórum de Adolescentes do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes no município

Publicado

em

Por Fernando Oliveira

A Prefeitura de Brasiléia, através das secretarias de Assistência Social, Educação e Saúde realizou nesta quinta-feira, 11, o I Fórum de Adolescentes do Núcleo de Cidadania de Adolescentes (NUCA) de Brasiléia.

A atividade foi coordenada pela articuladora do Selo Unicef, professora Doutora Vanilda Galli, juntamente com a professora Nairy Rodrigues e presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Joana Bandeira.Participaram Adolescentes e jovens de Brasiléia, além de representantes de instituições parceiras e sociedade civil.

O NUCA hoje conta com aproximadamente 60 adolescentes da zona urbana e rural, na faixa etária entre 12 até 18 anos e tem como objetivo criar espaço de diálogo com adolescentes em conjunto com a Gestão pública e sociedade civil, buscando a  garantia de direitos da juventude.

A ouvidora-geral, Soleane Manchineri representou a Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC) no dispositivo de honra do 1° Fórum de Adolescentes do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), onde teve a oportunidade de reconhecer a importância do fórum, parabenizar aos jovens e a mobilizadora de adolescentes, Nairy Rodrigues e registrar o desejo de ver a iniciativa em todo o estado do Acre.

Em maio de 2022 o município de Brasileia, Acre, aderiu ao Selo UNICEF, assumindo prioridade enquanto políticas públicas a crianças e adolescentes. Ao reconhecer a iniciativa, planos e atividades voltadas a este público são desenvolvidas, como é o caso do Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA).

A proposta do NUCA é articular adolescentes para mudar os locais em que estão inseridos, por meio de formação e atividades de transformação. Na manhã desta quinta-feira, 11, o núcleo realizou o 1° Fórum de Adolescentes do NUCA no município.

Entre palestras sobre racismo, empoderamento feminino, gravidez na adolescência e mudanças climáticas, a mobilizadora Nairy Rodrigues tem como objetivo levar os questionamentos e demandas levantados no fórum até os setores públicos e instituições civis, para que os jovens tenham uma participação ativa no município.

O Núcleo de Cidadania dos Adolescentes é composto por alunos das escolas Kairala José Kairala, Coronel Manoel Fontenele de Castro, Valéria Bispo Sabala e Instituto Odilon Pratagi.

Jamily Santos, estudante na Escola Rural Valéria Bispo Sabala, uma das jovens que formam o NUCA no município, contou sobre como sua visão mudou após ingressar no núcleo. “Agora percebo mais a desigualdade entre os jovens, também percebo o preconceito, a forma que o tratamento muda dependendo de da raça”, relatou a jovem que pretende ser médica traumatologista.

Com a colaboração de Deivd Ceará e Bruno Firmino

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Prefeitura de Brasiléia inaugura escola na reserva extrativista Chico Mendes

Publicado

em

Por Verônica Rodrigues-Secom

A prefeitura de Brasiléia através da secretaria de Educação inaugurou na quinta-feira,11, mais uma escola para o atendimento da população da zona rural do município, desta vez foi a escola Santa Luzia, localizada na Reserva Extrativista Chico Mendes no km 84+19 km de ramal.

A escola Santa Luzia foi uma conquista para os moradores da comunidade, que durante 12 anos crianças e adolescentes estudaram em vários locais improvisados.

Estiveram presentes na solenidade, a secretária de educação Francisca Oliveira, vereador Elenilson Cruz, professores, pais, alunos, e a comunidade.

Para a professora da escola, Jessica, a construção da escola é de suma importância “ A construção da nossa escola é de muita importância para os alunos que estavam há mais de 12 anos estudando em locais emprestados, agora com o espaço próprio vão aprender mais”, comemorou.

Vereador de Brasileia- Elenilson Cruz

O vereador Elenilson Cruz parabenizou a comunidade e falou da importância de investir na educação. ” É a realização do sonho da comunidade e quero parabenizar a Prefeitura de Brasiléia por ter construído essa escola em parceria com a comunidade e a prefeita Fernanda por atender a demanda dessa comunidade. Estou muito feliz em poder estar aqui participando da inauguração dessa escola”.

Secretária de Educação de Brasileia -Francisca Oliveira

Durante a cerimônia, a secretária de educação, Francisca Oliveira, destacou o comprometimento da gestão municipal com a melhoria da educação. ” Estamos muito felizes com a entrega da escola Santa Luzia. Há 12 anos a escola funcionava em casas das pessoas, ou na sede da associação. A prefeita Fernanda assumiu o compromisso da construção dessa escola para que as crianças tenham um ambiente adequado onde irá favorecer a aprendizagem. Entregamos um fogão novo e outros equipamentos de cozinha e esportivos também já estão sendo comprados. Já entregamos 4 escolas novas em comunidades onde não existiam”, destacou.

 

Fotos- Assessoria

Comentários

Continue lendo

Em alta