Conecte-se conosco

Acre

PL que prevê CNH gratuita a jovens no Acre de baixa renda de 18 a 25 anos será sancionado

Publicado

em

O governador Gladson Cameli (Progressistas) deve sancionar nos próximos dias o Projeto de Lei (PL) que implanta a CNH Social no estado. O PL foi aprovado na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) na última quinta-feira (16).

O Programa Social de Formação, Qualificação e Habilitação Profissional de Condutores de Veículos Automotores, o CNH Social. Quem vai coordená-lo é o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AC).

Ainda não é possível definir quantas pessoas devem ser beneficiadas com o programa, mas segundo informações, alguns modelos já existentes do programa que há as modalidades, como CNH Rural, Urbana, Estudantil e também para as pessoas com deficiência.

O programa prevê gratuidade da habilitação a estudantes com idade entre 18 e 25 anos, que cursaram e concluíram o ensino médio na rede pública de ensino, e moradores das zonas urbana e rural inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal. Serão reservados 5% das vagas para pessoas com deficiência.

Comentários

Acre

Acreanos tem de trabalhar 151 dias para pagar impostos, fardo tributário é de 7,8%

Publicado

em

Os acreanos já começam 2022 sendo obrigados a trabalhar 151 dias somente para pagar impostos. Além disso, só nos primeiros 19 dias de 2022 o povo do Acre já pagou quase R$ 290 milhões em impostos, segundo os dados da plataforma Impostômetro, da Associação Comercial de São Paulo.

Esse valor é maior que o recolhido no mesmo período de 2021, quando os acreanos pagaram R$268,1 milhões nos primeiros dezenove dias do ano passado.

Ou seja: em 2022, os acreanos já pagam 7,8% a mais em impostos -e o ano ainda nem começou direito.

Apenas os moradores de Rio Branco desembolsaram R$ 11,3 milhões em impostos até às 10 horas desta quarta-feira (19).

Números como esse podem ser conferidos no painel da Associação Comercial do Acre, na Avenida Ceará, em Rio Branco. Somando os valores arrecadados nos últimos três anos entre os 1 e 19 de janeiro os acreanos pagaram cerca de R$800 milhões em impostos municipais, estaduais e federais. ICMS, Imposto de Renda e imposto previdenciário são os mais arrecadados no Acre.

É uma rede automatizada recebe os dados de todo o Brasil e informa os valores em um painel. Criado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, o mecanismo computa os tributos em todas as esferas de governo.

Comentários

Continue lendo

Acre

Representado a Ítalia, acreana concorre ao Miss Trans Internacional em Barcelona

Publicado

em

POR KELLY KLEY, PARA CONTILNET

Comentários

Continue lendo

Acre

Condutor sem habilitação que atropelou dois e fez vítima amputar perna é liberado da delegacia

Publicado

em

A permanência do motorista não habilitado Diego Souza de Paula, na Delegacia de Flagrantes em Rio Branco, foi breve. Assim que prestou depoimento ao delegado de plantão, foi liberado, por volta de 22 horas, depois de assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Por enquanto, deverá apenas se apresentar no Juizado Especial Criminal.

Diego Souza, que não tem carteira de habilitação, dirigia um carro modelo Ford K vermelho na última segunda-feira 17, quando perdeu o controle na Avenida Antônio da Rocha Viana e atropelou duas pessoas, sendo o ciclista Rodrigo Soares, que estava parado na calçada e foi arremessado, e Mateus Sombra de Queiroz, de 23 anos, que estava atrás do caminhão do qual era condutor. O trabalhador teve a perna esquerda dilacerada.

Até a tarde dessa terça-feira, 18, Mateus Sombra continuava em estado gravíssimo em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do pronto-socorro de Rio Branco.

Preso em flagrante por policiais da Companhia de Trânsito, Diego Souza foi apresentado na DEFLA, onde foi indiciado apenas por dirigir sem possuir CNH e foi liberado. O delegado Roberth Alencar, coordenador da Delegacia de Flagrantes, disse que o indiciamento do acusado pelo crime de lesão corporal grave depende de uma representação da vítima, e que este deverá responder pelo crime.

Comentários

Continue lendo

Em alta