O município de Brasileia, distante 232 km de Rio Branco, será a primeira cidade acreana a receber a audiência pública como parte do Planejamento Estratégico do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), para subsidiar a avaliação do Planejamento Estratégico 2010-2015 e elaboração do Planejamento Estratégico 2016-2021.

A audiência pública, destinada à população em geral dos territórios rurais e urbanos, será realizada no sábado (20), a partir das 14 horas, na Escola Estadual Kairala José Kairala, situada à Rua José Aom, 438, no bairro Raimundo Chaar. O credenciamento para os participantes será iniciado às 12 horas.

Além de subsidiar o Planejamento Estratégico do MPAC, a audiência pública visa identificar e coletar a percepção da população acreana sobre os pontos fortes, as fragilidades, as demandas que devem ser priorizadas e as áreas a serem fortalecidas, além de outras críticas e sugestões.

O Planejamento Estratégico é um processo gerencial de grande importância dentro das organizações. Um bom planejamento impulsiona a instituição na direção correta e faz o diagnóstico de oportunidades e melhorias. Para isso, os servidores da área administrativa, técnica e operacional da instituição passaram por capacitação para todo o processo das atividades.

O MPAC realizará audiências públicas nos cinco municípios-sede das regionais administrativas do estado para que a população contribua com a definição das diretrizes e indicação de projetos que melhor respondem às suas necessidades.

As cidades que passarão por audiências públicas são: Sena Madureira (27/06), Tarauacá (15/07), Cruzeiro do Sul (17/07) e Rio Branco (04/08).

“As audiências públicas são formas de nós colhermos informações. Cada município terá a realização de uma audiência pública para termos mais dados sobre os problemas particulares sobre determinadas regiões. Com isso, saberemos o grau de visão que o cidadão tem do seu território para o MPAC, nas suas promotorias correspondentes, e focar suas intervenções”, ressaltou a diretora de Planejamento do MPAC, Beth Oliveira.

Agência de Notícias – MP/AC
Assessoria de Comunicação Social – ASCOM

Comentários