Funcionários do hospital regional Wildy Viana, localizado na cidade de Brasiléia, denunciam que estão recebendo alimentação racionada. Os plantonistas foram surpreendidos ao receberem uma marmita com apenas macarrão, carne moída e cuscuz.

Segundo foi levantado, já não seria novidades para os funcionários, principalmente àqueles que tiram plantão. “Isso praticamente é comum aqui. Sempre fazemos ‘cotinha’ para comprar alguma coisa que falta… um fardo de açúcar, feijão, e por aí vai”, desabafa um funcionário que pediu para não ser identificado.

Reclamam que alguns fornecedores, mesmo com contratos em vigência, estão atrasando no fornecimento devido ao atraso de alguns pagamentos por parte da Secretaria de Saúde do Estado – Sesacre, que vem se tornando uma constante em vários setores.

Foi avisado que, funcionários estarão participando da Sessão na Câmara Municipal de Brasiléia nesta terça-feira, dia 17, onde uma comissão estará se pronunciando à respeito da greve e das situações que estão acontecendo na fronteira.

Não foi possível falar com assessoria da Sesacre e a direção do hospital para falar sobre o racionamento na alimentação dos plantonistas do hospital Wildy Viana.

Comentários