Alexandre Lima

Um trabalho de investigação após denúncia anônima, levou homens do 10º Batalhão da Polícia Militar à investigar um grupo de aproximadamente seis homens, incluindo menores, que estariam realizando atividades ilícitas pela fronteira.

Bruno Freitas Oliveira (19), vulgo ‘Pica-pau’

Foram obtidas informações ainda que, um grupo ligado a facção criminosa estaria se organizando para praticar assaltos, para adquirir armas e munição no lado boliviano e depois abastecer esses grupos na Capital e cidades no interior.

Outra informação também dá conta de que, após aquisição de armas, um possível ‘limpa’ poderia ocorrer na fronteira. Onde uma lista com mais de 20 nomes de membros de facções poderiam ser assassinados a exemplo do que vem ocorrendo na Capital acreana.

Com cerco na casa localizada no Bairro José Moreira, sete homens foram detidos, sendo que um é menor de 17 anos, mas já tem passagem pela pousada. Alguns tentaram fugir mas foram detidos e identificados: Mauro Sérgio da Silva Parada (20) que é irmão do menor; Izequieal Gomes Murbach (23); Bruno Freitas Oliveira (19), vulgo ‘Pica-pau’; Enderson Araújo de Lima (25); Aldo Betônio da Silva (27) e o peruano Deyby Javier Freitas Sercela (22).

O motivos da tentativa de fuga da maioria do local, foi explicado quando os policiais iniciaram uma revista pela casa. Dois revolveres calibres 38 e 32 municiados, drogas, facões, dinheiro e produtos que provavelmente iria ser usado para embalar entorpecentes foram encontrados.

Todos ficariam detidos para serem ouvido pelo delegado titular de Brasiléia, Roberto Lucena pela parte da manhã desta sexta-feira, dia 6. Um dos detidos estava sendo considerado foragido da Justiça, pois, foi condenado por homicídio em 2009 na zona rural do Município.

O subcomandante do 10º Batalhão no Alto Acre, Tenente Edmilson Silva, falou sobre a operação e que os suspeitos serão entregues às autoridades competentes.

Comentários