PM identifica e detém acusados em latrocínio ocorrido na BR 317

Acusados foram identificados e detidos. Um se encontra no hospital ferido à bala após enfrentar os policais.

Um latrocínio (roubo seguido de morte) ocorrido no início da noite deste domingo, dia 14, teve seu desfecho durante a madrugada desta segunda-feira (15), após conseguir identificar e chegar aos principais acusados desse crime.

Segundo foi apurado, Raimundo Nonato Pessoa, de 55 anos, foi surpreendido em sua casa, quando estava na companhia da esposa e de um casal de amigos. Os bandidos teriam chegado já atirando contra todos que se jogaram no chão.

Raimundo não resistiu e morreu no local. Sua esposa foi ferida e se encontra no hospital sem perigo de morte.

Foi quando a vítima tentou se levantar e entrar na casa, neste momento, Raimundo foi atingido nas costas e não resistiu ao ferimento, indo à óbito no local. Sua esposa também teria sido ferida.

Após todos serem rendidos, os acusados revistaram a casa, encontrando cerca de R$ 12 mil reais. Na fuga, se apossaram das chaves de duas caminhonetes e as levaram. A partir daí a Polícia Militar entrou no caso e iniciou as buscas pela fronteira.

A arma e o dinheiro foram localizados e entregue na delegacia.

Foram localizadas quatro pessoas, entre eles, um menor de 15 anos. Claberson Alves Moreira (21), vulgo ‘Cowboy’, Ilsomar Jerônimo de Lima (18), vulgo ‘Lorin da Fronteira’ e Vanderson Marcelo Santana (21), este estava na possa da escopeta usada para assassinar a vítima e foi localizado em casa na companhia de uma menor de 14 anos.

 

Vanderson também na posse da escopeta, teria enfrentado os policiais, mas, o mesmo foi alvejado em uma das pernas e foi levado ao hospital Wildy Viana e está sob escolta policial. Os demais foram conduzidos para a delegacia e serão ouvidos no decorrer do dia.

Raimundo morreu no local.

A esposa da vítima também está em observação no hospital. Tão logo possa, será ouvida juntamente com o casal de amigos que estavam no local. O Corpo de Raimundo foi levado para a o IML da Capital, onde passará pelos exames de praxe, para depois ser liberados aos familiares.

Veja vídeo reportagem.

Comentários