Por meio de uma denúncia anônima, uma equipe composta de nove Policiais Militares do 10º Batalhão da cidade de Brasileia conseguiu prender 12 suspeitos de pertencerem à facção criminosa Comando Vermelho (CV) na região do Alto Acre, dois deles de 16 anos. Informações de testemunhas atestaram que os mesmos teriam invadindo bairros e residências para ameaçar pessoas ligadas a outro grupo criminoso.

Com os acusados, a PM apreendeu uma escopeta calibre .28, um revólver calibre .32, um revólver calibre .38 e uma pistola .9mm. Durante a ocorrência, ainda houve confronto entre a PM e os criminosos. Um dos suspeitos foi alvejado por tiros. Nenhum PM ficou ferido.

Wille foi ferido após atirar contra policiais durante cerco.

A denúncia, conforme consta no Boletim de Ocorrências (BO), informou que, antes de ser pego, o grupo armado teria invadido o bairro Leonardo Barbosa, no município, dizendo: “Aqui é CV ‘porra’ [sic], vamos matar todos”. Na ocasião, os mesmos teriam invadido a residência de uma mulher, onde teriam proferido várias ameaças à família da mesma.

“Dois dos detidos foram reconhecidos na delegacia pela proprietária da casa invadida. Foi ela quem comunicou à polícia que o bando teria afirmado em alto e bom som que todos que fizessem parte do ‘Bonde dos 13’ iriam morrer naquele lugar”, informou a guarnição policial.

Wille foi transferido para a capital.

Foi então que a equipe da PM armou um cerco policial em alguns bairros para capturar os acusados. Um dos primeiros detidos revelou à polícia que a ordem de invadir o local, na fronteira do estado, teria partido de Rio Branco. De acordo com o boletim, a ordem seria invadir o bairro de Brasileia para tomar todos os pontos de droga que estariam sob comando da facção rival (Bonde dos 13).

O confronto aconteceu quando a PM cercou uma casa onde estavam outros membros do grupo denunciado. Um dos suspeitos pulou por uma janela e conseguiu chegar aos fundos do terreno, efetuando um disparo em direção à guarnição policial. Diante disso, a polícia efetuou dois disparos em direção ao criminoso, que foi atingido na região lombar e na perna direita.

O criminoso, identificado como Maycon Wille da Silva (26), que tem várias passagens pela justiça, foi ferido e depois atendido por socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhado ao hospital Wildy Viana, onde permaneceu em observação médica.

A polícia ressaltou que dois dos integrantes detidos são acusados de terem cometido um roubo em um posto de combustíveis da cidade, pouco antes de serem presos.

Todos foram encaminhados a Delegacia de Polícia Civil de Brasileia para os procedimentos legais. Os celulares apreendidos com o grupo serão submetidos à perícia técnica, já que segundo a polícia, eram utilizados para o planejamento de crimes.

Maycon foi transferido pra a Capital, onde passaria por cirurgia e seu estado de saúde foi considerado delicado, uma vez que órgãos internos foram atingidos e estava ocorrendo hemorragias.

VEJA VÍDEO COM ALMIR ANDRADE

Comentários