Delegado Mardilson Vitorino efetuou o flagrante e apreensão das armas e do acusado - Foto: Alexandre Lima
Delegado Mardilson Vitorino efetuou o flagrante e apreensão das armas e do acusado – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

Alexandro foi detido em flagrante em sua casa com as armas
Alexandro foi detido em flagrante em sua casa com as armas

Com ajuda de denuncia anônima, agentes da polícia judiciária de Brasiléia sob a coordenação do delegado Mardilson Vitorino, conseguiram êxito em retirar de circulação três armas sendo duas importadas; uma pistola 40 milímetros e um revolver argentino calibre 22 e um revolver calibre 38, além de munição.

A ocorrência aconteceu na comunidade Quixadá, localizada no km 26 da BR 317 (Estrada do Pacífico) e teve autorização do juiz da Comarca, uma vez que a denuncia chegou a seu conhecimento e poderia colocar vidas em perigo.

Ao chegarem na residência do denunciado, Alexandro Rodrigo Voigt, de 27 anos, foi visto que o mesmo teria ido deixar algo que portava na sua cintura, dentro de sua casa e depois voltou.

Numa rápida busca, foi encontrado dois revolveres encima de uma mesa, o de calibre 22 argentino e o brasileiro 38. Pouco depois, foi localizado a pistola ponto 40, além das munições, sendo tudo apreendido e levado à delegacia.

O jovem foi detido em flagrante delito, pelo porte ilegal de armas importadas e poderá ser conduzido ao presídio estadual, caso não seja impetrado pagamento de fiança. Segundo foi dito, o acusado estaria circulando pela comunidade em posse das armas, causando medo aos moradores que temiam algo pior.

Armas apreendidas na casa do acusado
Armas apreendidas na casa do acusado
Duas das armas apreendidas, são importadas e não deveriam estar em solo brasileiro - Foto: Alexandre Lima
Duas das armas apreendidas, são importadas e não deveriam estar em solo brasileiro – Foto: Alexandre Lima
Momento da prisão de Alexandro em sua casa, localizada na Comunidade Quixadá, na BR 317 (Estrada do Pacífico)
Momento da prisão de Alexandro em sua casa, localizada na Comunidade Quixadá, na BR 317 (Estrada do Pacífico)

Comentários