Polícia Civil de Xapuri prende homem que usou mulher para contrabandear armas

Momento da abordagem ao veículo de Tiago, que é companheiro da jovem presa com as armas pela PRF.
Alexandre Lima

Uma operação da Polícia Civil de Xapuri, conseguiram prender na madrugada desta sexta-feira (10), o homem que usou a própria esposa para fazer tráfico de arma de fogo da fronteira para Capital do Acre.

Tiago, já na delegacia de Xapuri, teria usado a companheira para contrabandear as armas.

O trabalho aconteceu através de uma prisão em flagrante realizada pela Polícia Rodoviária Federal, no posto de policiamento localizada na BR 317 no entroncamento de Xapuri, por volta das 12h00 de quinta-feira, dia 09.

Os patrulheiros prenderam uma jovem transportando duas armas de fogo com escondida no corpo com ajuda de uma cinta e tinha como destino final, a Capital do Acre. Sendo que a mesma foi conduzida para a Delegacia de Polícia Civil de Xapuri para ser autuada em flagrante pelo crime de porte de arma de fogo.

Já na Delegacia, uma equipe de investigadores da Polícia Civil, autorizada pelo Delegado Alex Danny, coordenada pelo Investigador Eurico Feitosa, passaram a investigar a jovem Ana Carolina.

Foi onde descobriram que, a pessoa que iria receber as armas seria o esposo da mesma e que se encontrava na cidade de Xapuri. Através de várias horas de investigação os agentes identificaram a pessoa de Tiago da Silva Costa, sendo o proprietário das armas e esposo de Ana Carolina.

Armas apreendidas pela PRF no entroncamento de acesso à Xapuri na BR 317.

Foi onde os investigadores passaram a realizar busca em diversos locais da cidade. Já por volta das 1h00 da madrugada do dia 10, Tiago foi localizado quando tentava fugir da cidade em um carro. Em poder do acusado, foi encontrado uma quantia acima de R$ 6 mil reais e o mesmo faria parte de facções criminosas no Acre.

Em seguida, o mesmo foi conduzido à delegacia para os procedimentos de praxe. De acordo com o levantamento realizado pela equipe de investigação da Polícia Civil de Xapuri, Tiago tem várias passagens pela Justiça por crime de tráfico de droga.

Comentários