O inspetor da Polícia Civil de Xapuri, Eurico Marques Feitosa, confirmou nesta terça-feira, 15, que o colono Jhony de Souza Saraiva, 29 anos, encontrado morto em uma das margens da BR-317, na última segunda-feira, 14, foi mesmo vítima de um acidente de trânsito.

De acordo com o policial, as informações prestadas à delegacia de Xapuri pelo Instituto Médico Legal de Rio Branco são de que não foram encontrados sinais de violência no corpo, mas apenas ferimentos e escoriações relacionados à queda de motocicleta sofrida por Jhony.

O corpo foi encontrado por populares nas imediações do ramal da Piçarreira, já em estado de decomposição. A Polícia de Xapuri se dirigiu ao local para investigar o caso que, segundo Eurico Feitosa, a princípio não apresentava indícios de evento criminoso.

Junto ao corpo, além da moto, foi encontrada uma mochila que continha material de pesca e uma garrafa de álcool temperado com suco, prática comum na zona rural do Acre. O fato pode indicar que o colono tenha perdido o controle do veículo em razão de embriaguez alcoólica.

Por Raimari Cardoso

Matéria relacionada:

Corpo de um homem em decomposição é encontrado nas margens da BR 317

Comentários