Conecte-se conosco

Acre

Polícia Militar do Acre inicia 1° Curso de Operações Rotam

Publicado

em

Uma solenidade realizada na manhã desta quarta-feira, 8, no auditório da Faculdade Estácio/Unimeta deu início ao 1° Curso de Operações Rondas Ostensivas Tático Móvel (1º COR). Com 46 alunos aptos, entre eles integrantes da Polícia Militar do Acre (PMAC), do Amazonas (PMAM) e da Polícia Penal do Acre (PPAC), o evento é um marco para a instituição, na consolidação da doutrina do patrulhamento tático móvel.

O evento contou com autoridades civis e militares. Foto: Davi Barbosa

O curso de Operações Rotam, como é conhecido por dar nome à companhia especializada nessa modalidade de policiamento no estado, possui uma carga de 954 horas-aula, e começou com mais de cem inscritos. Ao longo das fases, como testes físicos, de saúde e entrevistas, muitos foram eliminados, restando apenas 46 aptos para o início das instruções. Com a previsão de aproximadamente 60 dias de duração, o 1º COR formará profissionais habilitados para o patrulhamento tático móvel.

O comandante-geral da PMAC, coronel Paulo César Gomes, enalteceu o início das instruções e destacou os cursos operacionais (Ações Táticas e Cinotecnia) que recentemente foram ofertados pela instituição. “A especialização é de suma importância para nossa vida profissional, principalmente para nós, militares. Sabemos das dificuldades durante os cursos, mas nossa instituição tem buscado ofertar aos seus integrantes uma formação continuada”, disse o coronel.

O comandante-geral da PMAC, coronel Paulo César Gomes, enalteceu a formação continuada fornecida aos policiais militares. Foto: Davi Barbosa

O titular da Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), coronel Paulo Cézar Rocha dos Santos, destacou a importância das instruções para atividade policial. “O curso tem objetivo amplo, pois envolve a atuação basilar das polícias que atuam de forma ostensiva, que é o patrulhamento tático, o cerne da atividade policial”, destacou o secretário.

Com o tema “50 anos do Patrulhamento Tático no Brasil”, o capitão Hillen Diniz, que há 11 anos integra o Batalhão Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) da Polícia Militar de São Paulo (PMESP), foi o palestrante da aula inaugural. “Vamos falar e trazer um pouco aos alunos do I COR, a doutrina da Rota, que foi consolidada ao longo dos seus 50 anos de história”, disse o oficial, que possui cursos operacionais na área de patrulhamento tático.

Para o primeiro-tenente Carlos Viga, da PMAC, um dos 46 alunos em busca do almejado brevê de Rotam, a formação é de suma importância para o policial. “É um curso fundamental para nós [profissionais da segurança pública]. Que possamos, ao término, seguir e aplicar as doutrinas de Rotam durante o desempenho da atividade policial”, disse o oficial.

Estiveram presentes à solenidade, o subcomandante geral da PMAC, coronel Luciano Dias Fonseca; o chefe da Casa Militar, coronel Amarildo Martins; o diretor do Instituto Socioeducativo (ISE), coronel Mário César Freitas; o diretor de ensino da PMAC, coronel Emílio Virgílio; e o tenente-coronel Flávio Inácio, comandante do Bope; além dos comandantes das unidades operacionais e especializadas da corporação.

Marco histórico

Tenente Pedro Castro destacou a importância da consolidação da doutrina do patrulhamento tático no estado do Acre. Foto: Davi Barbosa

Em 14 de setembro, a Companhia de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam) da PMAC completará seu 3º ano de fundação e, no dia 7, a companhia ganhou mais um marco histórico, com a publicação da portaria 1.677, que institui a doutrina operacional da Rotam da corporação, e busca regulamentar as atividades, além de estabelecer padrões operacionais, que visam maior coesão e fortalecimento das ações de Rotam em todo o estado.

Para o primeiro-tenente Pedro Castro, coordenador do 1º COR e comandante da Rotam, a doutrina é um momento único na história da unidade, pois regulamenta as ações que são desenvolvidas pelos militares. “A doutrina tem a finalidade de ser o marco regulatório das nossas ações, além de ser um marco jurídico e legal das ações e procedimentos da Rotam, que regulam, no seio da tropa especializada, as condutas de ações de patrulha e procedimentos do patrulhamento tático”, disse o oficial, que é formado no 1º Curso de Força Tática do Estado do Acre.

Comentários

Acre

Quase 50 kg de cocaína são apreendidos neste final de semana no Acre

Publicado

em

Neste final de semana, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Acre apreendeu 49,34 kg de drogas em duas ocorrências distintas, uma no município de Xapuri/AC, em frente à Unidade Operacional (Uop) recém reinaugurada, e outra no município de Acrelândia/AC, quase na divisa com o estado de Rondônia.

Na ocorrência de Sábado à noite, que foi uma operação integrada com o Grupo Especial de Fronteira do estado do Acre (GEFRON) e que contou com informações passadas pela Polícia Federal no Acre, um veículo de passeio com apenas um ocupante foi parado para fiscalização em frente à Uop de Xapuri. Durante as buscas no interior do veículo foram descobertos 16 pacotes com substância com característica de pasta base de cocaína, com um peso total de 20,7 kg. Feito o teste preliminar de verificação, a reação foi positiva para entorpecente. Assim, o condutor do veículo, a droga e seus pertences foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal de Epitaciolândia.

Na segunda ocorrência, neste Domingo, menos de 24 horas após a ocorrência de Xapuri, um outro veículo que se dirigia para a divisa do estado do Acre com Rondônia foi apreendido. Dentro do automóvel havia um compartimento preparado, visando escapar de fiscalização, com diversos tabletes com substâncias com aparência de cloridrato de cocaína (pesando no total 26,5 kg) e pasta base de cocaína (pesando 2,14kg). A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal em Rio Branco para as providências legais pelo enquadramento de tráfico de drogas.

Comentários

Continue lendo

Acre

Comando Geral emite nota sobre o caso do sargento que atirou em estudante de medicina

Publicado

em

Paulo César Gomes da Silva, Coronel PM do Acre, durante sua posse no comando da Instituição – Foto/Divulgação

O Comando Geral da Polícia Militar do Acre acaba de divulgar uma nota de esclarecimento sobre o caso do sargento Erisson Nery, acusado de atirar por duas vezes contra Flávio Endres de Jesus Ferreira, 30 anos que está internado no Pronto Socorro de Rio Branco.

Na publicação, o Comando Geral informa que está apurando disciplinarmente os fatos e que adotará as medidas disciplinares cabíveis, ficando sob responsabilidade da Polícia Civil a apuração criminal.

Veja a nota na íntegra.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Sobre os fatos envolvendo os policiais militares Sargento Erisson Nery e Sargento Alda Radine, no município de Epitaciolândia, na noite deste sábado, 27, a Polícia Militar do Acre (PMAC) informa que está apurando disciplinarmente os fatos e tomará as medidas disciplinares pertinentes e que a apuração criminal caberá à Polícia Civil.

Esclarece que até o presente momento o policial militar Sargento Erisson Nery ainda não foi localizado, nem tampouco se apresentou, no entanto a PM continua em diligências com o fim de localizá-lo.

A instituição reafirma que não compactua com ações que firam as normas legais ou que contrariam os valores castrenses seguidos pela corporação ao longo de sua história.

Atitudes tomadas por quaisquer membros da corporação no âmbito de suas vidas institucional, e devem ser apuradas à luz do que determina a legislação.

Rio Branco-AC, 28 de novembro de 2021.

Paulo César Gomes da Silva – Coronel PM
Comandante-Geral da PMAC

Comentários

Continue lendo

Acre

Terremoto deixa igrejas em ruínas, casas desabadas e estradas destruídas no Peru

Publicado

em

O terremoto do magnitude 7.5 registrado neste domingo, 28, as 6:00 horas da manhã deixou pelo menos duas pessoas feridos e 75 pessoas afetados pelo ocorrido.

Os feridos foram registrados nas províncias de Luya e Chachapoyas. Até o momento, não há relatos de fatalidades como resultado do terremoto.

Um morador explicou que as casas atingidas são construídas principalmente em adobe e que a maior parte das casas na selva estão “dispersas” . “Felizmente, há apenas danos às casas, não à saúde”, disse ele .

De acordo com o relatório do Indeci , no distrito de Valera, província de Bongará (AM), foram registradas 30 pessoas afetadas; 10 no distrito de Cajaruro, província de Utcubamba; 25 na província do Alto Amazonas; e 10 na província de Chachapoyas.

Como recorde-se, segundo o IGP, o terremoto ocorreu às 05h52 e o epicentro localizou-se 98 quilômetros a leste do distrito de Santa María de Nieva, província de Condorcanqui (Amazonas).

O terremoto teve uma profundidade de 131 quilômetros e atingiu a intensidade de VII. Os primeiros relatórios indicam danos materiais nos distritos de Valera, San Jerónimo e Leimebamba.

Foi relatado o colapso de várias estruturas após o terremoto. Uma delas foi a torre da igreja no distrito de La Jalca, que desabou após o terremoto.

 

O internauta @ sergiobucks93 capturou um vídeo do momento preciso do terremoto em Juanjuí, que também causou falta de energia, embora não haja relatos de feridos ou vítimas que se arrependam.

 

 

Por outro lado, o distrito de La Jalca desabou a torre de 14 metros de altura da igreja local devido à intensidade do terremoto. Vídeos circularam nas redes sociais logo após o colapso.

A construção, datada do século 16, é considerada Patrimônio Histórico do Peru. Foi o templo cristão mais antigo da região, pois está ligado à primeira fundação da cidade de Chachapoyas, em 1538.

 

 

 

Posteriormente, mais danos materiais foram registrados na região amazônica como resultado do terremoto, o mais forte até agora neste ano.

 

 

O prefeito do distrito de Jalca Grande em Chachapoyas, Walter Culqui, informou que após o terremoto de magnitude 7,5 ocorrido esta manhã em Santa María De Nieva, na província de Condorcanqui, região do Amazonas , pelo menos 70% das residências foram afetadas em seu distrito, bem como três pessoas levemente feridas.

“É uma cidade histórica, as casas são feitas de barro, pedra. Há 70% de dano aqui. Somos mais de 3.000 famílias e temos 70% dos afetados ”, disse ao RPP Notícias. Ele acrescentou que sítios arqueológicos muito importantes na região desabaram devido ao forte terremoto, como a igreja de La Jalca Grande.

Ele indicou que as autoridades estão visitando bairro por bairro para determinar a magnitude das perdas materiais e danos na área. “Estamos olhando os escombros, estamos vendo danos pessoais. Até agora temos três feridos. Devemos agradecer a Deus que tenha sido de madrugada porque as pessoas estão saindo para o trabalho agrícola, para os mercados ”, disse.

Sobre os feridos, o prefeito Culqui explicou que são menores e foram atendidos no posto de saúde. “(Eles têm) arranhões, inchaços”, disse ele .

Em outro momento, o governante solicitou o envio de maquinários ao seu distrito para a movimentação de entulhos decorrentes do desabamento de casas, bem como para a manutenção de estradas que estavam intransitáveis.

“Relata um acesso que foi afetado, há um quilômetro de desabamento. As estradas desabaram ”, disse ele .

O registro do terremoto foi sentido pela região norte do Brasil, Equador, colômbia e Peru.

 

Referencia de: El Comercio

Comentários

Continue lendo

Em alta