Agora, o ex-sargento terá de devolver o fardamento, a identidade de policial militar e foi retirado da folha de pagamento

RÉGIS PAIVA

Uma ação rápida da Polícia Militar do Acre (PMAC) resultou na expulsão de um sargento da corporação ao bem do serviço público. Conforme informações obtidas junto à assessoria de comunicação da PM, o sargento fornecia armas para as facções criminosas do Estado e foi preso pela polícia federal há cerca de três meses.

Segundo a assessoria da PMAC, o 3º sargento PM J.E.S.C. após ter conversas dele com integrantes de facções criminosas com atuação no Acre interceptadas pela Polícia Federal acabou preso, sendo posteriormente encaminhado para a PMAC.

Tão logo a denúncia foi recebida pelo comando da PM, foi instaurado o Conselho de Disciplina nº 002/CGPMAC/2016, no qual o militar foi ouvido e apresentou a defesa sobre os fatos. Após a tramitação e os prazos legais, a comissão recomendou a expulsão do sargento.

Com base no relatório, o comandante geral da PMAC determinou a exclusão do sargento pelo bem da disciplina. Agora, o ex-sargento terá de devolver o fardamento, a identidade de policial militar e foi retirado da folha de pagamento da PM. A portaria nº583/DRH/2016 foi publicada no Diário Oficial do Estado do Acre (DOE) de quinta-feira (4).

Comentários