Armas recuperadas pelos policiais na BR 317 – Foto: Alexandre Lima

Era por volta das meia-noite, quando duas guarnições do 10º Batalhão da Polícia Militar do Alto Acre chegaram na delegacia de Brasiléia, com dois acusados de praticarem roubos de armas e objetos pessoais em colônias situadas no km 26 e 59 da BR 317 (Estrada do Pacífico).

Um é menor de 16 anos que já é bastante conhecido no mundo do crime, apesar da pouca idade. Seu comparsa, Alessandro de Oliveira Viana (20), vulgo ‘Cafifa’, também é conhecido da justiça acreana.

Segundo foi apurado, a dupla teria roubado uma moto boliviana modelo Kingo, para em seguida se deslocarem até propriedades na zona rural. A intenção era roubar àquelas que não tinha pessoas e o alvo principal, seria as armas.

Menor de 16 e Alessandro foram levados para a delegacia – Foto: Alexandre Lima

Os roubos aconteceram em ramais do km 26 e 59, onde rendeu uma escopeta, uma espingarda e um rifle de ‘chumbinho’, que pode estar adaptado para receber ‘balas’ calibre 22 e um facão.

Para azar da dupla, a moto teria apresentado problemas no km 8. A atitude suspeita dos dois chamou atenção de pessoas que viram um saco contendo as armas. O fato foi denunciado ao Siosp (via 190), que enviou policiais para interceptar os dois.

Ao perceberem que uma viatura estava chegando, se esconderam no meio do mato. Com ajuda de mais outra guarnição, montaram uma ‘espera’ e depois de quase uma hora, detiveram os dois que voltaram para buscar as armas e a moto.

Moto roubada para praticar os roubos foi levada para a delegacia – Foto: Alexandre Lima

Os dois foram conduzidos para a delegacia, junto com as armas e a moto, onde seriam ouvidos e depois encaminhados ao judiciário, após os procedimentos de praxe. Segundo foi levantado, as armas iriam ser usadas por grupos de facções em crimes na fronteira.

Comentários