Conecte-se conosco

Flash

Policiais penais encontram carta de presos com lista de servidores para serem executados no Acre

Carta foi interceptada na última semana e cita outra que já tinha sido levada por advogada de organização criminosa para uma pessoa de fora do presídio para que fosse feita a execução de três policias. Iapen informou que apura o caso e dois presos já foram transferidos.

Publicado

em

Carta foi encontrada em cela na última semana — Foto: Reprodução

Uma carta que vazou na última semana revelou o pedido de execução de três policiais penais que atuam no Complexo Penitenciário de Rio Branco (FOC). O documento fala para que outro detento faça sua lista com os nomes que desejar para que a ordem seja cumprida.

O material que foi interceptado é assinado por dois detentos, com destino a outro preso do pavilhão “H”. Eles citam os nomes de três policias e afirmam que a carta deles já foi enviada pela advogada da organização criminosa e que ela deveria procurar por ele para pegar a lista com mais nomes. O motivo para o pedido de execução seria por estarem sendo “oprimidos” dentro do presídio.

O presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), Arlenilson Cunha, disse que o caso está sendo apurado e, antes de a carta ser divulgada, dois presos envolvidos nas ameaças já tinham sido transferidos para o presídio de segurança máxima.

Ordem partiu de cela do Complexo Penitenciário de Rio Branco – Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Ordem

A carta foi interceptada na última semana por policiais penais durante uma revista na cela. O presidente da Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do Acre (Asspen), Eden Azevedo, diz que os profissionais convivem diariamente com ameaças, mas que eles vão continuar atuando firme no combate ao crime organizado.

“Somos apenas cumpridor da lei. Não legislamos. A gente ressalva que essa carta não intimida, pelo contrário, a gente vai apurar quem são. Vamos pedir para que eles sejam colocados na RDD [Regime Disciplinar Diferenciado]. A ordem é de execução e a carta seria passada para essa advogada, que levaria para alguém que a gente não sabe quem é, e estamos tentando descobrir, e essa pessoa se encarregaria de cometer o crime”, conta.

Sobre o possível envolvimento da advogada citada na ordem para que os profissionais da segurança fossem mortos, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil- Seccional Acre (OAB-AC), Erick Venâncio, informou que, se a notícia for verdadeira e forem apresentadas provas de qualquer ilícito por parte de qualquer advogado, a OAB instaurará o competente processo ético-disciplinar. “A instituição não permitirá que a livre atuação profissional seja cerceada, sob qualquer aspecto”, destacou.

Iapen apura ameaças e veracidade da carta — Foto: Reprodução

Envolvidos

Azevedo diz que a principio são três presos envolvidos, pelo teor da carta, mas, acredita que tem mais outros envolvidos e apuram o andamento das investigações. Já o Iapen disse que não pode passar mais detalhes para não atrapalhar as investigações.

Além disso, o representante da categoria afirma que as ameaças são constantes aos profissionais.

“Nós somos ameaçados constantemente, virou rotina. Quando tem uma situação dessas, a gente só aumenta a vigilância, e quando é muito precisa, o próprio Iapen dá afastamento ao servidor e, em alguns casos, disponibiliza até segurança, mas depende muito da inteligência”, acrescenta.

Além disso, ele afirma que as investigações devem apontar quem é a advogada que os detentos citam várias vezes na carta. Ela já teria levado uma carta e levaria a do outro preso do pavilhão H, a quem era destinada a carta que foi encontrada.

“Isso não vai parar, pelo contrário. Mas, a gente vai continuar com nossa rotina de combater o crime organizado. Está sendo feita a investigação para chegar nessa advogada e no possível autor do crime para quem a carta seria entregue”, acrescentou.

‘Carta não vazou da inteligência’

O presidente do Iapen, Arlenilson Cunha, disse que a inteligência apura o caso, e ressalta que o material não vazou de lá e defende a idoneidade dos profissionais.

“No entanto, a inteligência já vem levantando sobre essa questão de ameaça a policiais penais. Já foi adotada a primeira medida e foram transferidos dois detentos para o presídio de segurança máxima e a gente continua investigando”, diz.

Cunha afirma ainda que os servidores que tiveram os nomes envolvidos estão em alerta e o Iapen continua com as investigações, inclusive, sobre a veracidade da carta.

“É importante esclarecer que antes de surgir essa carta na imprensa, já vinha sendo apuradas possíveis ameaças a policiais penais. E as medidas já estavam sendo adotadas, é importante esclarecer que essa carta não tinha chegado na inteligência e não vazou da inteligência. Estamos apurando a veracidade da carta porque pode ser até que um preso tenha jogado lá para chamar a nossa atenção, assim como as ameaças e os servidores em questão foram cientificados e estão em alerta”, pontou.

O diretor do Iapen afirmou que os profissionais em questão foram apenas trocados de posto, mas continuam exercendo as funções normalmente.

“Ninguém foi afastado porque não tem elementos que indicam que esteja no vermelho. A nossa profissão já requer a nossa atenção constante, e quando tem esse tipo de coisa a gente fica em estado de alerta”, explica.

Cunha afirma ainda que o caso é compartilhado com outras forças de segurança que também devem apurar a situação. A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que o caso deve ser investigado pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e que não vai se pronunciar sobre o assunto neste momento.

Comentários

Flash

Adolescentes tentam fuga durante apresentação de teatro e ferem agente do ISE na cabeça

Publicado

em

Por Leônidas Badaró

Oito menores internados no Instituto Socioeducativo Aquiry, localizado na Apolônio Sales, tentaram uma fuga da unidade na manhã desta terça-feira, 5, que terminou com um agente ferido na cabeça.

De acordo com as informações obtidas pelo ac24horas, os jovens infratores aproveitaram uma atividade de teatro realizada no espaço onde é o refeitório e tentaram fugir fazendo uma servidora de refém. A ação rápida dos agentes socioeducativos impediu que a fuga fosse concretizada.

O caos foi grande durante a confusão com cadeiras sendo arremessadas e quebradas, pedaços de estoque (arma artesanal) e confronto entre agentes e os adolescentes. Um agente recebeu um golpe na cabeça com uma cadeira onde abriu um corte profundo. O profissional, que não teve o nome revelado, foi levado para o pronto-socorro.

O ac24horas conversou com o Cel PM Mário César Freitas, presidente do ISE, que mesmo afastado se recuperando da Covid-19, deu explicações. “Foram oito adolescentes que tentaram a rebelião. Nossos agentes agiram rápido, mas infelizmente, um foi ferido com um corte na cabeça. Foi levado ao PS e graças a Deus, não houve nenhum trauma, apenas o corte no couro cabeludo. Todos os 8 foram levados para a delegacia, depois vão passar pelo IML e todos os demais procedimentos”, afirmou.

Comentários

Continue lendo

Flash

Limites da reserva Chico Mendes será reduzida caso PL 6024 seja aprovada

Publicado

em

O Projeto de Lei Nº 6024 que visa a alteração dos limites da Reserva Extrativista Chico Mendes, localizada nos municípios de Assis Brasil, Brasiléia, Capixaba, Epitaciolândia, Rio Branco e Sena Madureira, no Estado do Acre e modifica a categoria do Parque Nacional da Serra do Divisor, é de autoria da Deputada Federal Mara Rocha – PSDBAC e tem movimentado muitos debates de populares do estado desde 2019, ano em que o projeto entrou em tramite.

A reserva Chico Mendes foi criada em 1990 em homenagem ao seringueiro Chico Mendes que na noite de 22 de dezembro de 1988, foi executado a tiros na porta dos fundos de sua casa, em Xapuri. O assassinato reverberou em todo o mundo, levando o governo brasileiro a tomar medidas para prender os assassinos e reconhecer a importância da luta dos seringueiros.

Ate o presente momento, o projeto segue aguardando Parecer do Relator na Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (CINDRA) e já esta aprovado as audiências para debater o projeto.

O Deputado Leo de Brito disse ao Jornal Oaltoacre.com que é contra o projeto e o mesmo pode ser considerado uma afronta aos residentes da reserva.

Já alguns moradores da reserva se mostraram favorável ao projeto, pôs, segundo eles, o projeto pode facilitar a produção da agropecuária e criação de bovinos na região, uma vez que moradores da reserva são limitados em suas produções por se tratar de uma reserva. O problema ainda não debatido, é que se caso o projeto seja aprovado, antigos moradores daquelas regiões poderá reivindicar suas terras novamente causando conflito com os moradores atuais já que antes das terras se tornar reserva, pertenciam a alguém.

Audiências púbicas já foram realizadas nos poderes legislativos dos municípios de Assis Brasil, Epitaciolândia e Xapuri para debater sobre o assunto, movimentos contrários e favoráveis ao projeto segue em debate até o momento da votação.

 

Comentários

Continue lendo

Flash

Autoridades policiais investigam tentativa de homicídio ocorrido em Epitaciolândia

Publicado

em

Na noite do dia 2 (Sábado), um jovem de 17 anos sofreu uma tentativa de homicídio Rua Raimundo Ribeiro, localizada no Bairro Vila Vitória por volta das 20 horas. Sem alvejado por cerca de quatro disparos efetuados possivelmente de uma pistola automática.

Segundo foi levantado pelas autoridades policiais que já estão investigando o caso, o jovem deu entrada no hospital Raimundo Chaar em Brasiléia, após ser encontrado por terceiros com vários ferimentos que acionaram os socorristas do Corpo de Bombeiros.

O jovem foi baleado quatro vezes; sendo dois disparos na perna esquerda, um no abdômen, um na mão esquerda e outro na mão direita. No dia, foram acionadas guarnições da Polícia Militar, Civil e até da PRF até o local.

Foi registro no Boletim de Ocorrência (B.O.) que, o jovem teria sido abordado por um casal quando caminha pela rua. O homem suspeito teria sacado da arma e efetuado os disparos e em seguida, saíram caminhando rumo a passarela que dá acesso a avenida Santos Dumont, tomando rumo ignorado.

O jovem foi encaminhado para o hospital, onde recebeu os primeiros socorros, sendo transferido para a capital, onde passaria por cirurgia e se encontra até esta terça-feira, dia 5. Seu estado de saúde atual não foi comunicado e o caso se encontra em aberto.

Mais informações a qualquer momento.

Comentários

Continue lendo

Em alta