Condenado a 7 anos por sequestro e cárcere privado e com prisão preventiva decretada por participar do roubo de armas da delegacia de Brasiléia, o policial é foragido da justiça do Acre.

No mês passado, Maicon Cezar teve a prisão decretada por participação no roubo de um arsenal da delegacia onde prestava serviço. No dia em que as armas foram encontradas próximo de um hotel alugado por ele, o delegado do caso, Karlesso Néspoli, tentou ouvi-lo em depoimento, mas ele se recusou.

No mesmo dia, Maicon Cezar embarcou com toda a família com destino a Rio Branco e desde então seu paradeiro é desconhecido.

Na semana passada, investigadores da Polícia Civil localizaram o carro do policial estacionado na rodoviária de Rio Branco. A suspeita é que ele tenha saído de ônibus do estado e abandonado o veículo.

Recentemente, Maicon publicou em uma rede social, uma foto onde aparece sorrindo na sala de embarque de um aeroporto. A polícia não confirmou se identificou o aeroporto onde a foto foi tirada.

Comentários