Governantes que vão tentar a reeleição vêm protagonizando nos últimos dias um festival de entregas de obras.

Das 10 mil casas prometidas na Cidade do Povo, menos de mil foram entregues/Foto: Secom
Das 10 mil casas prometidas na Cidade do Povo, menos de mil foram entregues/Foto: Secom

ContilNet

A exemplo do que acontece em todo o Brasil, o governo do Acre está entregando obras inacabadas por causa de prazos que dizem respeito as eleições 2014. A informação é do site Estadão.

Governantes que vão tentar a reeleição vêm protagonizando nos últimos dias um festival de entregas de obras, muitas delas incompletas, de lançamentos de “pedras fundamentais” e apelando até a inaugurações a distância.

O site afirma que há um motivo para isto: acaba nesta sexta-feira (4), o prazo legal para que candidatos participem desse tipo de evento.

A presidente Dilma Rousseff, por exemplo, inovou na estratégia para maximizar sua exposição. Vai realizar nesta quinta uma megainauguração do Minha Casa Minha Vida. Pessoalmente, Dilma estará no Paranoá, cidade-satélite de Brasília, onde entregará as chaves para 464 famílias.

O site afirma que o governador do Acre, Tião Viana, candidato à reeleição pelo PT, tem feito vários lançamentos de “pedras fundamentais”, ou seja, a primeira fase de uma obra.

Na última quarta-feira (2), por exemplo, ele participou de evento de apresentação do projeto de um polo atacadista a ser construído com verba privada.

Ao mesmo tempo, dez ministros de Estado que atuam nos mais diversos setores foram convocados para fazer as outras inaugurações pelo País. Serão contempladas dez cidades em 7 Estados (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Ceará e Bahia), além do Distrito Federal.

Comentários