Conecte-se conosco

Geral

Prazo para pedir voto em trânsito termina na próxima quinta-feira

Publicado

em

Requerimento para votar em trânsito precisa ser feito presencialmente

Termina na próxima quinta-feira (18), o prazo para os eleitores que não estiverem no seu domicílio eleitoral no dia da votação, no primeiro turno, em 2 de outubro; e, em caso de segundo turno, no dia 30 de outubro, solicitarem o voto em trânsito.

O requerimento para votar em trânsito precisa ser feito presencialmente, em qualquer cartório eleitoral, sem necessidade de agendamento. É possível solicitar o voto em trânsito para o primeiro, o segundo ou ambos os turnos.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o voto em trânsito vale apenas para o cargo de presidente da República, quando a eleitora ou eleitor indicar uma cidade localizada em outra unidade da Federação diferente da do município do seu domicílio eleitoral.

“Podem votar nos cargos de deputado federal, deputado estadual, senador, governador e presidente da República apenas eleitoras e eleitores que indicarem para o voto em trânsito um município que esteja localizado na mesma unidade da Federação do seu domicílio eleitoral”, diz ainda o TSE.

O pedido para votar em trânsito só pode ser feito para as capitais e cidades com eleitorado igual ou superior a 100 mil pessoas. É possível consultar os locais habilitados a receber o voto em trânsito no site do TSE. Não é possível indicar municípios em outros países para o voto em trânsito.

Eleitores, com o título de eleitor cadastrado no exterior, poderão votar em trânsito se estiverem em viagem ao Brasil. Para isso, devem indicar o município onde estarão no dia da votação. Nesses casos, só poderão votar exclusivamente em candidatas e candidatos a presidente da República.

“O voto em trânsito funciona como uma transferência temporária de domicílio eleitoral. A habilitação para votar em trânsito não transfere ou altera quaisquer dados da inscrição eleitoral. Após as eleições, a vinculação do eleitor com a seção de origem é restabelecida automaticamente”, informa o TSE.

Comentários

Geral

Turista brasileiro morre durante descida do morro Condoriri em La Paz

Publicado

em

De acordo com um relatório preliminar, o homem morreu após sofrer de insuficiência respiratória. O corpo já foi resgatado pelo grupo Socorro Andino e pela Polícia

Na madrugada deste domingo, foi noticiado que um turista, de aproximadamente 35 anos e de nacionalidade brasileira, sofreu um acidente enquanto escalava o pico nevado do Cerro Condoriri, no estado de La Paz.

O grupo da Socorro Andino Boliviano (SAB) e os bombeiros seguiram para o local onde ocorreu o acidente. Os primeiros relatos indicam que o turista morreu devido à queda. No entanto, aguarda-se o relatório oficial.

Os especialistas, que montaram um acampamento base, apontaram que estava nevando no local, por isso o trabalho de resgate foi complicado.

Em 27 de agosto, dois alpinistas bolivianos sofreram um acidente na montanha Illimani ao tentar enfrentar um desafio. Um dos alpinistas perdeu a vida e o outro foi salvo ao cair sobre a mochila.

Comentários

Continue lendo

Geral

Boletim Sesacre desta segunda (26) não regista casos pelo segundo dia

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), informa que não foram registrados novos casos de coronavírus nesta segunda, 26, de setembro. O número de infectados notificados é de 149.668 em todo o estado.

Até o momento, o Acre registra 356.107 notificações de contaminação pela doença, sendo que 206.434 casos foram descartados e 5 exames de RT-PCR aguardam análise do Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen). Pelo menos 145.043 pessoas já receberam alta médica da doença, sendo que 1 continuava internada até o fechamento deste boletim.

Os dados da vacinação contra a covid-19 no Acre podem ser acessados no Painel de Monitoramento da Vacinação, disponível no endereço eletrônico: http://covid19.ac.gov.br/vacina/inicio. As informações são atualizadas na plataforma do Ministério da Saúde (MS) e estão sujeitas a alterações constantes, em razão das informações inseridas a partir de cada município.

Nenhum óbito foi notificado nesta segunda, 26, fazendo com que o número oficial de mortes por covid-19 permaneça em 2.029 em todo o estado.

Sobre a ocupação de leitos no estado, acesse:
http://covid19.ac.gov.br/monitoramento/leitos

Comentários

Continue lendo

Geral

Adolescente de 17 anos é executado após ser “condenado” pelo “tribunal do crime” em Rio Branco

Publicado

em

O adolescente Gilfernando da Cruz Silva, 17 anos, foi capturado, interrogado e morto por membros da facção Comando Vermelho, na noite da última sexta-feira (23), na Rua Raimundo Targino, no Residencial Rosa Linda, na região do Segundo Distrito de Rio Branco.

Um vídeo que a reportagem teve acesso da noite deste domingo (25) mostra Gilfernando, que faz parte de uma facção criminosa e mora no Conjunto Habitacional Cidade do Povo, estava na companhia de dois comparsas realizando assaltos na região do Rosa Linda, quando foi capturado por membros do CV. Os comparsas que estavam com as armas dos assaltos conseguiram fugir.

Gilfernando foi levado para o final do residencial, próximo a uma área de mata na rua Raimundo Targino, onde foi interrogado pelos faccionados e confessou estar realizando assaltos. Após ter admitido os roubos, Gilfernando foi morto com vários golpes de terçado na cabeça e em várias partes do corpo do assaltante. Os faccionados fugiram após a ação.

Populares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que enviou uma ambulância de suporte avançado que foi ao local, mas quando os socorristas chegaram, constaram que a vítima já estava sem vida.

Policiais Militares estiveram no local e realizaram ronda na região, na tentativa de prender os autores do crime, mas nenhum suspeito foi encontrado até este domingo.

A PM também isolou a área para os trabalhos da perícia. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), para a realização dos exames cadavéricos.

O caso segue sendo investigado por agentes de Polícia Civil da Equipe de Pronto Emprego (EPE), da Delegacia Especializada de Investigação Criminal (DEIC).

Comentários

Continue lendo

Em alta