O Estado de S. Paulo

Livros foram os que tiveram maior aumento nos preço, com variação de 7,55% em setembro em relação ao mês de agosto

Os preços de produtos comprados por meio de comércio eletrônico subiram 2,7% em setembro ante agosto, de acordo com o Índice de Inflação na Internet (e-flation), calculado pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (Ibevar) em parceria com o Programa de Administração de Varejo (Provar). A alta está acima da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em setembro, que passou de 0,22% em agosto para 0,54% em setembro.

Em 12 meses, os preços tiveram aumento de 2,33%, muito abaixo do IPCA, que chegou a 9,49% no mesmo período. Em relação ao mês de agosto, o índice apresentou avanço de 3,65 pontos porcentuais (de -0,95% para +2,70%) e aumento de 2,78 pontos porcentuais em relação ao mesmo mês do ano passado, quando houve deflação de 0,08%.

Das dez categorias avaliadas, oito apresentaram inflação mensal: Brinquedos (1,41%), Cine e Fotos (1,46%), Eletrodomésticos (5,53%), Eletroeletrônicos (2,15%), Informática (0,61%), Livros (7,55%), Medicamentos (4,69%) e Perfumaria e Cosméticos (0,32%). As demais categorias contabilizaram deflação: CDs e DVDs (-5,46%) e Telefonia e Celulares (-2,28%).

Comentários