Prefeita de Rio Branco, Socorro Neri proíbe manifestações políticas em redes sociais de servidores

Os que não respeitarem a decisão, podem sofrer penalidades como processo disciplinar, dispensa imediata, rescisão do contrato e até exoneração.

0

O decreto diz que qualquer manifestação no perfil da rede social do servidor público está vetada. Ele também não pode ser visto em comitês ou comícios dos partidos.

Com G1/Acre

Os servidores públicos municipais estão proibidos de fazer campanha eleitoral ou manifestar preferências políticas nas redes sociais. A proibição é válida para o horário de expediente. O decreto foi publicado nesta terça-feira (10), no Diário Oficial do Acre (DOE).

O decreto diz que qualquer manifestação no perfil da rede social do servidor público está vetada. Ele também não pode ser visto em comitês ou comícios dos partidos.

A publicação ressalta ainda que o decreto não inclue os servidores que estiverem em período de férias, de licença ou fora do expediente.

_______________

Ainda segundo a prefeita, fica proibido ceder servidores ou bens para campanha eleitoral de candidatos, partidos ou coligação. O servidor também não pode prestar serviços em campanhas quando estiver em horário de trabalho.

_______________

Não é permitido também o transporte de material de campanha em carros oficiais ou cedidos ao município. Espaços como escolas e auditórios de órgãos públicos não podem ser usados para reuniões durante o período eleitoral.

A lista de proibição inclui diversas ações que devem ser evitadas pelos servidores. Destaque para a proibição de candidatos em inaugurações públicas, bem como o servidor mencionar algum candidato em discursos.

Os que não respeitarem a decisão, podem sofrer penalidades como processo disciplinar, dispensa imediata, rescisão do contrato e até exoneração.

Comentários

Assuntos desta notícia