É a hora do intervalo e os professores começam a liberar seus alunos para a merenda, começando dos menores para os maiores, em fila eles se dirigem até a pia para lavar as mãos, passam sabão liquido, enxaguam as mãos e se dirigem até a mesa onde está servida a refeição, tem feijão preto, arroz, salada, limão e mamão. Cada estudante começa a se servir e vão comer, assim é a rotina na escola municipal José Ruy Lino da Silveira desde a volta dos investimentos da prefeitura na complementação do recurso na merenda das escolas de Brasileia.

Após um longo período sem os investimentos de recursos na merenda escolar, a Prefeita Fernanda Hassem voltou a implementar com recursos próprios, acrescentando na verba do governo federal destinado a merenda escolar do município na área urbana e rural.

A diretora, Xanda Furtado, da escola municipal Ruy Lino falou da importância da participação da prefeitura na complementação alimentar dos alunos. “Essa complementação da prefeitura na merenda escolar é uma realidade em todas as escolas do município e todas tem a condição de oferecer uma refeição saudável e rica em nutrientes satisfazendo a necessidades das nossas crianças. E quando você se alimenta bem, melhora o desenvolvimento, ajuda na aprendizagem e melhora a saúde”, falou.

O recurso da prefeitura é repassado juntamente com a verba do governo federal, onde cada gestor recebeu uma planilha informando o valor que cada escola tem para receber durante os 10 meses do ano letivo. Atualmente a rede municipal de ensino é composta por 38 escolas atendendo 3580 alunos.

A nutricionista, Ildicelia Nascimento, da secretária municipal de educação de Brasileia falou a respeito da alimentação nas escolas. “Estou muito feliz com a importância que a Prefeita Fernanda Hassem está dando para alimentação dos alunos nas escolas. O nosso papel enquanto nutricionista é ofertar uma alimentação nutritiva, segura e de qualidade e graças a essa parceria da prefeitura com acréscimo de recurso para adesão de alimentos, com o abastecimento de produtos alimentícios através do programa Conab podemos oferecer uma refeição mais rica e saudável aos alunos”, finalizou Ildicelia.

Comentários