WILIANDRO DERZE, assessoria PMB

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Preocupados com a situação da elevação repentina das águas do Rio Acre. A Prefeitura de Brasiléia, por meio da Defesa Civil do município, realizou reunião com o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Exército Brasileiro e secretários municipais para garantir todo o apoio as famílias que venha a ser atingida pelas águas do Rio Acre.

Toda a estrutura levantada para abrigar as famílias atingidas está acertada entre os órgãos que estão comprometidos em auxiliar, caso seja necessário. O comandante Fernandes do Corpo de Bombeiros garantiu o apoio dos homens da corporação e ajuda nas demais estruturas.

Segundo o comandante Luiz do 1º Pelotão Especial de Fronteira o Exército Brasileiro vai ajudar com duas viaturas 5 ton, dois barcos e 15 homens. Destacando que o problema encontrado no momento é falta de combustível para os dois veículos do Exército.

De acordo com a Secretária de Ação Social, Marissanta Rodrigues toda a estrutura de local e acompanhamento vai ser garantido pelo município. Priorizando o atendimento as famílias que não tem para onde ir.

“Essa sala de situação é de fundamental importância para garantir os procedimentos adotados caso tenhamos que apoiar as famílias que venham a ser atingidas pelas águas do Rio Acre”, disse Marissanta.

O coordenador de Defesa Civil, Reginaldo Guerra informou que todos os procedimentos para as equipes agirem caso seja necessário estão prontos.

“Temos definido o local para levar as famílias caso seja necessário, e estão acompanhando a elevação das águas e as famílias que poderão ser as primeiras a serem atingidas”, informou Guerra.

O representante da Policia Militar, informou que a corporação também está pronta para ajudar nos trabalhos realizados pela equipe de Defesa Civil do município e os demais apoiadores.

As informações do Rio Acre no município de Assis Brasil, é que tinha atingido cerca de 20 famílias e chegado à cota de mais de 11 metros. Em Brasiléia até às 12 horas, o nível do Rio Acre já estava acima dos 10 metros. Situação preocupante que deixou os órgãos que compõem a Defesa Civil do município em alerta total em Brasiléia.

Comentários