Por Verônica Rodrigues – SECOM/PMB

Por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), a Prefeitura de Brasiléia realizou, quarta-feira (17), a VII Conferência Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente. O evento acontece no centro cultural Sebastião Dantas, que traz em 2019 o tema “proteção integral, diversidade e enfrentamento das violências”.

A cerimonia de abertura contou a presença da prefeita Fernanda Hassem, do promotor de justiça do município de Assis Brasil, Rafael Maciel, secretária de assistência social, Rogéria Gondim, presidente do conselho municipal dos direitos da criança e do adolescente, Rosimeire Nunes e de Assis Brasil, Neldo Lopes, representante do prefeito de Assis Brasil Neiva Vilacorta, presidente do conselho tutelar de Brasiléia, Adalcimar Silva, vereadores, Marcos Tibúrcio, Antônio Francisco, Rozevete Honorato, Mario Jorge, Edu, além de várias representações públicas municipais, governamentais e não governamentais.

 

A Secretária de Assistência Social, Rogéria Gondim, destaca a importância da conferência para continuar garantindo os direitos da criança e do adolescente em Brasiléia.

“Precisamos continuar garantindo os direitos da criança e do adolescente em nosso município. Enfrentamos ainda a falta de inclusão, preconceito, racismo, e é na conferência que podemos elaborar ações para garantir esses direitos, como a promoção da igualdade, com a valorização da diversidade na proteção integral de crianças e adolescentes”, afirmou.

A prefeita Fernanda Hassem destacou a importância da conferência

“Fiquei muito feliz em ver o nosso centro cultural lotado por agentes públicos, políticos e a sociedade civil. Quero agradecer a presença do município de Assis Brasil e dos conselheiros tutelares de Epitaciolândia que vieram participar.

Quando falamos do direito da criança e do adolescente é preciso compartilhar com toda a sociedade. Temos estatísticas ruins no Brasil, onde muitas crianças são vitimas de abusos, garantir o direito deles é uma questão emergente, temos que chamar sociedade e dar um basta”, disse Fernanda.

O principal objetivo da conferência é mobilizar os integrantes do Sistema de Garantia de Direitos-SGD, crianças, adolescentes e a sua sociedade para a construção de propostas voltadas para afirmação do princípio da proteção integral de crianças e adolescentes nas políticas públicas, fortalecendo as estratégias e ações de enfrentamento ás violências e considerando a diversidade.

Comentários