As inscrições foram prorrogadas e a Semana de Comunicação, realizada em conjunto com o Sindicato de Jornalistas do Estado do Acre, também sofreu alteração.

339346-jornalismo-jornalistas-fotos-imagensO 6º Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), que aconteceria no dia 12 dezembro, foi adiado para fevereiro de 2016. A Semana de Comunicação, que seria realizada na primeira semana de dezembro, em parceria com o Sindicato de Jornalistas do Estado do Acre (Sinjac), também sofreu alteração.

Com a mudança, as inscrições para o prêmio de Jornalismo do MPAC continuam até o dia 30 de janeiro. O procedimento para a inscrição segue o mesmo critério e pode ser acessado no site da instituição.

A Semana de Comunicação, que iniciaria com o prêmio José Chalub Leite e terminaria com o prêmio de Jornalismo do MPAC, também foi modificada. Permanece apenas o prêmio José Chalub Leite, no auditório do MPAC, no anexo I do edifício-sede, às 17h, que é de responsabilidade do Sinjac.

Toda a programação prevista para a semana, com a participação do jornalista Ogg Ibrahim da Rede Record e do ator e escritor Eduardo Tornaghi, foi cancelada.

A mudança na programação é em decorrência da morte, ocorrida no último domingo (29), da titular da Promotoria de Justiça de Bujari, promotora de Justiça Nicole Gonzalez Colombo Arnoldi.  Com isso, o procurador-geral de Justiça, Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, baixou o ato nº 53/2015 adiando toda a programação alusiva ao prêmio de Jornalismo do MPAC.

“Diante da morte trágica e inesperada da Dra Nicole Arnoldi não faz sentido o Ministério Público do Acre realizar o Prêmio de Jornalismo ou qualquer outra festa.  Não tem clima para comemorações, pois o momento é de tristeza para todos nós”, comentou o procurador-geral de Justiça Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto.

A parceria entre o MPAC e o Sinjac leva em consideração os prêmios que os dois promovem, durante o final de ano, para reconhecimento das reportagens especiais feitas pelos jornalistas.

O presidente do Sinjac, Victor Augusto, pediu compreensão aos colegas que já se inscreveram, disse apoiar o MPAC pelas alterações na programação por entender não existir clima para festas. Ele ressaltou também que o momento é de reflexão pela perda repentina da promotora de Justiça.

Os convidados especiais para a apresentação dos premiados (jornalista da Rede Record, Ogg Ibrahim, e o ator Eduardo Tornaghi) permanecem para fevereiro.

Comentários