Na tarde desta quarta-feira, 6, a deputada Vanda Milani(Solidariedade),juntamente com as deputadas Jessica Salles(MDB) e Mara Rocha(PSDB),esteve reunida com a deputada Iracema Portella(PP/PI),presidente da Procuradoria da Mulher na Câmara dos Deputados. No encontro, foi discutida a instalação da procuradoria da mulher na Assembleia Legislativa do Acre(Aleac) e ,em seguida, nas câmaras municipais acreanas.

As procuradorias da mulher são órgãos que atuam no combate à violência e à discriminação contra as mulheres, qualificando os debates de gênero nos parlamentos  e recebendo e encaminhando aos órgãos competentes as denúncias e os anseios da população. Para a parlamentar, o aumento do número de procuradorias da mulher vai ampliar o alcance da segurança feminina, que poderá ser feito em rede com mais eficácia e agilidade.

Projeto de resolução.

As procuradorias deverão ser criadas por meio de projeto de resolução, proposição adequada para regular os assuntos internos de uma casa legislativa. Vanda Milani lembrou ainda que a procuradora da mulher deve ser uma das parlamentares eleitas pela assembleia legislativa ou câmara municipal  que está criando o órgão, “uma forma de prestigiar a parlamentar local e ainda estimular  a participação feminina na política e no combate à violência contra a mulher”. Para a deputada, só haverá um combate efetivo à hostilidade contra o gênero feminino  com um Legislativo forte e atuante, “que possa debater, legislar e fiscalizar a ação governamental em prol das mulheres, em todas as esferas de Governo”.

Comentários