Conecte-se conosco

Acre

Produtores de Assis Brasil investem na piscicultura e apostam no mercado peruano

Publicado

em

Produtores de Assis Brasil apostam na piscicultura e querem conquistar o mercado peruano (Foto: Angela Peres/Secom)

Produtores de Assis Brasil apostam na piscicultura e querem conquistar o mercado peruano (Foto: Angela Peres/Secom)

O projeto de impulsão à piscicultura acreana realizado pelo governo do estado tem sido tão bem recebido pelos pequenos produtores acreanos, que até quem não foi beneficiado diretamente por suas ações resolveu apostar. É o caso de 60 famílias assentadas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) no município de Assis Brasil, que resolveram investir no projeto através de iniciativa própria e agora contam com a ajuda do governo do estado para conquistar o mercado peruano com o peixe brasileiro.

Quando o Incra decidiu há alguns anos assentar 93 famílias naquela que viria a se tornar a Comunidade Paraguaçu, as ações não foram imediatas, mas o dinheiro do crédito habitação foi liberado com velocidade. Por passar algum tempo parado na conta da instituição, o montante gerou R$ 500 mil através de juros. E após o assentamento das famílias ficou a dúvida: como investir esse dinheiro extra? Foi então que os próprios produtores, observando os resultados das ações de produção rural do governo, decidiram na piscicultura.

APS_0053

Governo do Estado, através do Programa de Mecanização, está fazendo os açudes (Fotos: Angela Peres/Secom)

Com o dinheiro garantido para a construção dos açudes e aquisição de insumos, os produtores ainda conseguiram total apoio do governo do estado, através da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof). “Compramos a ideia e estamos com nossas máquinas, totalmente novas, adquiridas através do programa de mecanização, ajudando a fazer os açudes. Os produtores ficaram responsáveis pelo combustível e os canos”, conta Marcos Góes, assessor técnico da Seaprof em Assis Brasil. Ao todo são 40 horas de trabalho das máquinas para cada produtor.

Peixe para exportação

Agora, as 60 famílias que resolveram aderir ao projeto se preparam para conquistar o mercado peruano, já que o município é o mais próximo da fronteira com o país vizinho, ligado pela Estrada Interoceânica, a BR317. Eduardo Padilha, um dos produtores assentados e presidente da Associação Bacia Comunidade Paraguaçu, conta que esteve pessoalmente em Porto Maldonado e descobriu as preferências peruanas de pescado.

“Os peruanos adoram a Piratininga. E o peixe de no máximo um quilo é o ideal para eles. Portanto vai dar de tirar duas vezes por ano o nosso peixe e o lucro é certo e alto. Dá muito mais certo que se fossemos vender para Rio Branco”, explica Eduardo. O presidente da Associação também explica que dos 11 acordos comerciais entre Brasil e Peru, um deles favorece a venda de peixe.

Já foram encomendados 30 mil alevinos e a ração inicial. A primeira leva para venda deve sair no começo do ano que vem.

 

Comentários

Acre

Pessoas trans podem alterar nome e gênero de documentos em cartório

Publicado

em

A identidade de gênero não se prova, depende apenas da autopercepção da pessoa. Cabe a cada um dizer qual é a sua identidade de gênero

Não é preciso entrar com um processo na Justiça para alterar o nome e gênero nos documentos. Qualquer pessoa com mais de 18 anos de idade pode requerer ao cartório de registro civil de origem (onde foi feito seu primeiro documento) a retificação da Certidão de Nascimento.

Basta comparecer na serventia extrajudicial com a documentação necessária. De acordo com o Provimento n° 73/2018 da Corregedoria Nacional de Justiça é preciso a Certidão de Nascimento e cópias do RG, CPF, título de eleitor e comprovante de endereço. A identidade de gênero é autopercebida, portanto não é necessário ter feito cirurgia de mudança de sexo ou qualquer tipo de laudo para atestar transexualidade.

É possível a alteração do nome, mas não do sobrenome (nome da família). Também o novo nome não pode coincidir com o outro membro da família. Com a documentação completa, a nova certidão é gerada imediatamente. Os valores cobrados no cartório variam de acordo com o estado. Em Rio Branco, a taxa é de R$ 182,90.

A ação judicial é necessária apenas para pessoas com menos de 18 anos de idade, que precisam dos pais ou representantes legais para entrar com o pedido de alteração do nome e gênero na Certidão de Nascimento.

É importante lembrar que qualquer embaraço ou constrangimento constitui crime de transfobia.

 

 Miriane Teles, com informações do CNJ | Comunicação TJAC

Comentários

Continue lendo

Acre

Estado acompanha obras em ramal de Brasileia

Publicado

em

O governo do Estado segue com as obras de melhoramento dos ramais em todo o Acre. Na manhã desta sexta-feira, 1º, o governador Gladson Cameli, acompanhado da equipe do Departamento de Estradas e Rodagens (Deracre), liderada pelo presidente Petronio Antunes, realizou vistoria no Ramal do 18, no município de Brasileia.

Ramal do 18, no município de Brasileia. Foto: Diego Gurgel/Secom

O serviço é feito com recursos do governo federal, no valor total de R$ 94 milhões, destinados para melhoramento de ramais no estado. No total, o pacote de obras beneficia a recuperação de 212 quilômetros, favorecendo mais de mil famílias nos municípios que compreendem as regiões do Alto e Baixo Acre.

As intervenções nos ramais visam garantir a trafegabilidade dos produtores agrícolas e o escoamento da produção para os mercados municipais. De acordo com o governador, as melhorias incluem um serviço de terraplanagem, base e sub-base, bem como drenagem, para que, futuramente, o governo possa iniciar a pavimentação dos ramais. “Queremos deixar tudo pronto para receber a capa asfáltica em um futuro breve”, afirmou o governador.

As intervenções nos ramais visam garantir a trafegabilidade dos produtores agrícolas e o escoamento da produção para os mercados municipais. Foto: Diego Gurgel/Secom

Ele também destacou que os recursos utilizados nas melhorias desses ramais são fruto de debates e empenho do governo ocorridos ainda no início da gestão. “Uma emenda de bancada de R$ 94 milhões que estava praticamente perdida e nós conseguimos resgatar, com o apoio do presidente da República e de toda a nossa bancada federal, para que essa obra pudesse estar em andamento como está hoje”, disse.

O investimento nos ramais reforça o compromisso do governo estadual não somente com a área urbana, mas também com a zona rural. Foto: Diego Gurgel/Secom

Diferencial

O investimento nos ramais reforça o compromisso do governo estadual não somente com a área urbana, mas também com a zona rural. O diferencial das melhorias realizadas pelo Deracre nos ramais e estradas vicinais é o fato de ir além da raspagem do acesso, preparando a via para o inverno, garantindo trafegabilidade e o direito de ir e vir.

Petronio Antunes ressaltou que outros ramais como o do km 19, em Brasileia, também irão receber o mesmo serviço. “O Ramal da Torre, em Epitaciolândia, o do Cutia, o Estrada Velha, todos eles já estão recebendo esse serviço de qualidade, que foi pensado para que se tenha trafegabilidade de inverno a verão”, expôs.

Comentários

Continue lendo

Acre

Estado autoriza concurso público para cargos de oficiais de saúde e combatentes da PM

Publicado

em

O governo do Acre, autorizou na sexta-feira, 24, a realização de concurso público para os cargos de aluno oficial combatente e oficial de saúde da Polícia Militar do Estado (PMAC), por meio da Secreta de Planejamento e Gestão (Seplag).

São 50 vagas, sendo 30 para aluno oficial combatente e 20 para aluno oficial de saúde. Foto: José Caminha/Secom

Serão 50 vagas, sendo 30 para aluno oficial combatente e 20 para aluno oficial de saúde.

Essa é uma demonstração de que o governo tem compromisso com o Acre, e que pretende melhorar cada vez mais a vida dos cidadãos, por meio da criação de oportunidades de desenvolvimento.

Comentários

Continue lendo

Em alta