Conecte-se conosco

Geral

Projeto de reflorestamento planta mais de 5 mil mudas em área indígena no Acre  

Publicado

em

Ação na Aldeia Nova Esperança, no município de Tarauacá, é promovida pela Aliança Reflorestar e Instituto Rever, com patrocínio da Energisa 

Diretor-presidente da Energisa Acre esteve na aldeia para conhecer in loco o projeto

Após meses de trabalho, foi concluída a principal etapa do projeto de reflorestamento na Aldeia Nova Esperança, em Tarauacá, com o plantio de cinco mil de mudas de árvores frutíferas, além de espécies pioneiras e de madeira de lei. No local também foram construídos um viveiro com capacidade para mais de 7 mil mudas uma sementeira.

A comunidade Yawanawá ainda recebeu treinamento em arborismo para a coleta de sementes no alto das árvores. O projeto só foi possível graças ao patrocínio de R$ 750 mil da Energisa. As ações foram realizadas pela Aliança Reflorestar da Amazônia e Instituto Rever, e buscam promover a restauração da paisagem local por meio de plantios em sistemas agroflorestais. Dessa forma, beneficia a biodiversidade da floresta e, também, contribui para a segurança alimentar e para o sustento da comunidade.

O diretor-presidente da Energia Acre, José Adriano Mendes Silva, esteve na aldeia para conferir de perto a realização do projeto. “De Tarauacá até a aldeia, é necessário enfrentar uma viagem de duas horas de estrada até o vilarejo de São Vicente e, depois, mais cerca de 7h de barco rabeta no Rio Gregório. Diante da importância do projeto, estivemos na aldeia para conhecer a realidade local”, comenta Adriano.

A região possui um papel primordial na transição para a economia de baixo carbono e para uma matriz energética limpa, esclarece o diretor. “Vamos muito além da distribuição de energia elétrica contínua e de qualidade para o Acre. Estamos reforçando o nosso compromisso para preservar o bioma e manter a responsabilidade socioambiental nas comunidades onde atuamos”.

O projeto acontece em parceria com os líderes indígenas Benki Piyãko Ashaninka, do Centro Yorenka Tasorentsi, e Puwe Puyanawa (José Luiz Puwe Puyanawa), das aldeias Barão e Ipiranga do povo Puyanawa, ambos também do Acre, enviaram comitivas para trocas de experiências e para ajudar no plantio.

“Nós agradecemos e ficamos honrados em receber a visita do presidente da Energisa do nosso estado. Esse projeto de reflorestamento é de muito valor. Estamos muito felizes em reaproveitar as aéreas para plantar árvores que vão virar frutas para as crianças, para os animais. Somos um povo humilde que vive aqui nesta floresta, mas com muito respeito e com muito amor”, agradece o cacique da aldeia Nova Esperança, Isku Kua.

O projeto vem formando indígenas dos povos Yawanawá e Puyanawa para a prática de agrofloresta, com a habilidade de poderem compartilhar esses conhecimentos com outras comunidades da floresta, indígenas e não indígenas. “Precisamos aprender a cuidar da Terra com aqueles que habitam a floresta e conhecem a sabedoria da natureza”, diz João Augusto Fortes, diretor da Aliança Reflorestar da Amazônia, que há 35 anos atua em projetos socioculturais e ambientais junto a comunidades da região.

Quer saber outras iniciativas? 

Acesse o portal Energisa Juntos (https://www.energisajuntos.com.br/) e fique por dentro de outras iniciativas. O portal amplia a transparência e o diálogo da Grupo Energisa com a sociedade e seus diversos públicos. Ao oferecer um conteúdo diferenciado e de qualidade, a empresa também pretende consolidar sua liderança na transição digital do setor elétrico, influenciando o debate sobre o futuro da energia e contribuindo para o desenvolvimento econômico, social e ambiental do Brasil.

 

Sobre a Energisa    

Com 117 anos de história, a Energisa é o maior grupo privado com capital nacional do setor elétrico brasileiro. Somos um ecossistema de produtos e serviços voltado para protagonizar a transformação energética, conectando pessoas e empresas à melhor solução de energia e construindo um mundo mais sustentável.

Nosso portfólio abrange 11 distribuidoras, 11 concessões de transmissão, geração de grande porte renovável, uma marca inovadora de soluções energéticas – a (re)energisa –, com geração distribuída por fonte renovável, comercialização de energia no mercado livre e serviços de valor agregado, além de uma central de serviços compartilhados, uma empresa de contact center e a fintech Voltz, a primeira do nosso setor no mercado de contas digitais.

Transformamos energia em conforto e desenvolvimento para mais de 20 milhões de pessoas em 862 municípios de todas as regiões do país e geramos mais de 20 mil empregos, diretos e indiretos.

 

Comentários

Geral

Gladson vence em 20 municípios e perde somente em Santa Rosa e Jordão

Publicado

em

O governador Gladson Cameli foi superior nas eleições de 2022 e é comprovada também quando se compara o resultado da votação dos municípios.

Nas 22 cidades acreanas, Gladson venceu em 20. Perdeu apenas para Jorge Viana nos municípios de Santa Rosa do Purus e Jordão, que estão entre os menores colégios eleitorais do estado.

As vitórias com maior diferença de votos aconteceram no Juruá, reduto eleitoral de Cameli. Em Mâncio Lima, Gladson obteve 76,03% dos votos válidos. Já em Cruzeiro do Sul, onde nasceu, o governador reeleito ganhou com uma margem de 66,49%.

Em três municípios acreanos, Jorge Viana não foi o segundo melhor votado pela população. Em Rodrigues Alves, Petecão foi o segundo e Mara Rocha foi melhor que o petista em Acrelândia e Epitaciolândia.

Comentários

Continue lendo

Geral

Jovem com leucemia precisa de ajuda para continuar tratamento em São Paulo

Publicado

em

A família do adolescente Luiz Diogo, de 15 anos de idade, diagnóstico com câncer (leucemia mieloide aguda), que é de Rio Branco, pede ajuda para custear as despesas do jovem na cidade de São Paulo, onde fará um transplante de medula.

Diogo, que mora com a família há quase dois anos em Goiânia, faz tratamento contra a doença desde março deste ano na capital de Goiás. As doações podem ser feitas por meio do PIX: (CPF: 829.353.942-91 – Dieime da Silva Ramos Araújo).

“Meu filho começou a sentir uma dor na perna, e quando fizeram o exame de sangue foi constatado a doença. Me desesperei, eu e pai dele. O caso do Luiz é grave, a perna dele estava necrosando, ele não conseguia mais andar. A leucemia dele é muito agressiva”, relatou Dieime da silva Ramos Araújo, mãe de Diogo.

Sobre a doença

Leucemia mieloide aguda, também conhecida pela sigla LMA, é uma doença rara que atinge a medula óssea. As células-tronco dos pacientes diagnosticados com a doença sofrem mutação genética.

Essas células dão origem às células sanguíneas, compostas por leucócitos, hemácias e plaquetas. Nessa situação, as células ficam adoecidas, não conseguem se desenvolver e passam a se multiplicar de forma descontrolada.

Comentários

Continue lendo

Geral

TJAC lança edital para escolha de membro da 2ª Turma Recursal

Publicado

em

Juízas e juízes que ainda não tenham integrado o órgão colegiado podem concorrer à função

A presidência do Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) tornou público o edital n° 4/2022 para a escolha de membro para compor a 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais. As juízas e juízes de entrância final serão avaliados de acordo com o critério de merecimento.

A vacância se deve ao fim do mandato do juiz Hugo Torquato, que se encerra no próximo dia 10 de novembro. A 2ª Turma Recursal é composta por quatro membros, os demais integrantes são: Thaís Khalil, Giordane Dourado e Luana Campos na presidência do Colegiado.

Portanto, as interessadas e interessados devem requerer a inscrição à Presidência no prazo de 10 dias. O certame está disponível na edição n° 7.157 do Diário da Justiça Eletrônico (pág. 127), desta segunda-feira, dia 3.

Miriane Teles | Comunicação TJAC

Comentários

Continue lendo

Em alta